-Publicidade-

Fux marca julgamento de recurso contra decisão que ajudou Lula

Em 14 de abril, o plenário do STF vai analisar processo de autoria da PGR
A PGR solicita que o plenário da Corte reconheça a competência da 13ª Vara Federal de Curitiba
A PGR solicita que o plenário da Corte reconheça a competência da 13ª Vara Federal de Curitiba | Fellipe Sampaio /SCO/STF

O recurso que pode inviabilizar a candidatura do ex-presidente Lula será julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 14 de abril. É o que decidiu o presidente do STF, Luiz Fux, na quinta-feira 25. De autoria da Procuradoria-Geral da República (PGR), a ação põe em xeque a decisão do ministro Luiz Edson Fachin. O magistrado anulou todas as sentenças contra Lula no âmbito da Operação Lava Jato. A PGR solicita que o plenário da Corte reconheça a competência da 13ª Vara Federal de Curitiba. Portanto, mantenha os atos processuais e torne Lula inelegível. Conforme noticiou Oeste, a Segunda Turma do STF entendeu que o ex-juiz Sergio Moro foi parcial nos casos em que condenou Lula.

Leia também: “Farra na republiqueta”, artigo publicado na Edição 51 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.