Gastos de Renan Filho são enviados à CPI da Covid, infoma MPF

Senador governista quer investigar a atuação de prefeitos e governadores durante a epidemia de coronavírus
-Publicidade-
O governador de Alagoas, Renan Filho
O governador de Alagoas, Renan Filho | Foto: José Cruz/Agência Brasil

Os gastos do governador de Alagoas, Renan Calheiros Filho (MDB), durante a epidemia de coronavírus já estão em poder da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. Na quinta-feira 6, a procuradora da República Niedja Gorete de Almeida Rocha Kaspary apresentou à CPI um relatório de 360 páginas. As despesas estão detalhadas no documento. O pedido foi feito pelo senador Ciro Nogueira (PP-PI), da base governista, que defende a investigação de prefeitos e governadores.

Por ora, Estados e municípios ainda não estão no alvo da CPI. Contudo, aliados do presidente Jair Bolsonaro garantem que vão convocar os gestores. Desde que o coronavírus desembarcou no Brasil, o Palácio do Planalto tem destinado recursos bilionários com a finalidade de se enfrentar a crise. Há registros, porém, de dinheiro desviado em processos de licitação fraudados. O caso é conhecido como Covidão, conforme noticiou a Revista Oeste. O controlador-geral da União, Wagner Rosário, já identificou R$ 150 milhões desviados.

Leia também: “O ataque do Covidão”, reportagem publicada na Edição 7 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro