General Ramos é transferido para a reserva do Exército

General Ramos é transferido para a reserva do Exército
-Publicidade-
General Ramos à oposição: 'Não estica a corda" | Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil
General Ramos à oposição: 'Não estica a corda" | Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil | intervenção militar - luiz eduardo ramos - democracia

Ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Ramos vai se dedicar mais à articulação política do Executivo com o Congresso

intervenção militar - luiz eduardo ramos - democracia
General Luiz Eduardo Ramos foi para a reserva  | Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil
-Publicidade-

Ministro-chefe da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos foi transferido, a pedido, para a reserva remunerada do Exército. A decisão foi publicada na edição desta quinta-feira, 16, do Diário Oficial.

Há cerca de um mês, ele vinha conversando com o presidente Jair Bolsonaro sobre o desejo de passar para a reserva do Exército e se dedicar mais à articulação política do governo.

Leia mais: “Centrão tenta queimar Pazuello, mas militares bancam ministro”

Além disso, Ramos teria tomado a decisão “irrevogável” para acabar com especulações de que haveria envolvimento de militares da ativa na política.

“Com essa decisão, afasto de forma definitiva e irrevogável a possibilidade do meu retorno às lides da caserna, o que poderia acontecer até dezembro de 2021, como também do recebimento de uma nova missão oriunda do Comando do Exército”, disse o ministro.

Ramos foi para a Secretaria de Governo em junho de 2019, no lugar de Carlos Alberto dos Santos Cruz, general de reserva do Exército que deixou o cargo em 13 de junho do ano passado. À época, o objetivo do presidente Jair Bolsonaro era evitar um atrito com a ala militar do governo.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.