Gilmar Mendes manda governo avaliar incluir adolescentes em plano de vacinação

Decisão ocorre em processo envolvendo a capital de Minas Gerais
-Publicidade-
Decisão ocorreu na terça-feira 13
Decisão ocorreu na terça-feira 13 | Foto: Reprodução

O decano do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, estabeleceu que o Ministério da Saúde considere a hipótese de incluir adolescentes de 15 a 17 anos no plano nacional de vacinação contra a covid-19. Na terça-feira 13, o juiz do STF citou um parecer da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo a autarquia, o uso do imunizante da Pfizer é seguro para essas faixas etárias, sobretudo para quem tem comorbidades.

A decisão foi tomada no bojo da análise de um caso da cidade de Belo Horizonte (MG). A prefeitura da capital mineira foi ao STF, com a finalidade de contestar outra decisão judicial, que a obrigou a administrar o produto da Pfizer em uma adolescente de 15 anos, portadora de uma doença crônica que afeta os pulmões. A administração da cidade argumentou que o plano do governo não recomenda a vacinação de pessoas com menos de 18 anos.

Nesse caso, Gilmar negou a reclamação da prefeitura e manteve a ordem de vacinar a jovem, uma vez que ela não estaria dissonando da jurisprudência do STF, na visão do ministro.

-Publicidade-

Efeito colateral adverso da Pfizer

Duas semanas depois do Food and Drug Administration emitir um alerta para casos raros de miocardite e pericardite associados às vacinas de RNA mensageiro da Pfizer e da Moderna, a Anvisa divulgou um comunicado semelhante. “Há riscos aumentados para a ocorrência das doenças, particularmente após a aplicação da segunda dose das vacinas”, informou a agência reguladora brasileira. “Os sintomas — dor no peito, falta de ar, palpitações ou alterações de batimentos cardíacos — surgem alguns dias após a vacinação”, acrescenta o aviso.

Leia também: “Precisamos falar sobre a CoronaVac”, reportagem publicada na Edição 67 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

13 comentários

  1. Vejam só onde estamos: Gilmar Mendes MANDA o governo federal (só pode ser) avaliar se deve vacinar nossas crianças e adolescentes, o futuro deste país, não importa se será bom ou não, mas são o futuro do país assim mesmo. Só faltam determinar se as vacinas são daquelas de RNA mensageiro que, segundo ultimas notícias, já estão fazendo grandes estragos por aí. Na China estão fazendo isso? Claro que não!

  2. Não sabia que plano de vacinação era assunto constitucional. Vivemos um estado democrático de direito em que um poder “manda” nos outros dois poderes. Depois é o Bolsonaro que é antidemocrático.

  3. um demônios desse … se acha conhecedor do bem e do mal…não vacinaremos nossas crianças, seu energumino….va ler a constituição e praticar com esmero o que rege a carta magna.

  4. Entre crianças e adolescentes as vacinas MATAM mais que o Covid. O que o bandido do Gilmar Mendes quer é o genocídio dos jovens brasileiros.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site