Governadores avaliam ir ao STF para impedir convocação de CPI

Nove chefes estaduais foram chamados pelo colegiado que trata da epidemia de coronavírus
-Publicidade-
Entidade garante que a convocação é inconstitucional
Entidade garante que a convocação é inconstitucional | Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve ser acionado pelos chefes estaduais convocados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. “Estamos estudando essa possibilidade”, declarou o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), em entrevista publicada no jornal O Globo nesta quinta-feira, 27. “Os governadores não têm problemas de irem por convite à CPI. A preocupação é com o precedente de convocação sem amparo legal”, acrescentou o petista, que compõe a lista dos nomes solicitados para prestar depoimento.

“O ataque do Covidão”

Uma das estratégias é apresentar a ação via Colégio Nacional de Procuradores-Gerais dos Estados — a entidade sustenta que convocar governadores infringe a Constituição. Conforme noticiou a Revista Oeste, senadores da CPI da Covid aprovaram requerimentos que estabelecem a presença de gestores dos Estados em que houve operações da Polícia Federal. Os agentes apuram o desvio de verbas destinadas ao enfrentamento do coronavírus. Denúncias garantem que os recursos foram subtraídos a partir de processos sem licitação.

-Publicidade-

Leia também: “Circo Parlamentar de Inquérito”, reportagem publicada na Edição 61 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.