Governadores tentam fazer CPI reconsiderar convocações

Se o pedido não der certo, o plano é protocolar uma ação no Supremo Tribunal Federal para impedir que sejam chamados
-Publicidade-
Governador do Piauí, Wellington Dias | Foto: Reprodução
Governador do Piauí, Wellington Dias | Foto: Reprodução

Um grupo de governadores tenta fazer com que a CPI da Covid reavalie as convocações aprovadas nesta quarta-feira 26 para que eles deponham no colegiado. Se o pedido não der certo, o plano é protocolar uma ação no Supremo Tribunal Federal para impedir que sejam chamados.

“A Coordenação de Procuradores Estaduais estava estudando o tipo de ação mais adequada e ainda se vale a pena o pedido de reconsideração direto à CPI”, disse o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), um dos convocados pela comissão, ao jornal O Estado de S. Paulo.

-Publicidade-

Leia mais: “Bolsonaro vai ao STF contra restrições impostas por prefeitos e governadores”

Foram convocados: Wilson Lima (PSC), do Amazonas, Helder Barbalho (MDB), do Pará; Ibaneis Rocha (MDB), do Distrito Federal; Mauro Carlesse (PSL), de Tocantins; Carlos Moisés (PSL), de Santa Catarina; Antonio Denarium (sem partido), de Roraima; Waldez Góes (PDT), do Amapá; Marcos Rocha (PSL), de Rondônia; e Wellington Dias (PT), do Piauí.

Há divergências se a CPI pode convocar governadores e se eles podem recusar comparecer. Em 2012, o então governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), conseguiu um habeas corpus do STF para impedir que ele fosse convocado para a CPI que investigava o bicheiro Carlinho Cachoeira.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site