-Publicidade-

Governo de SP anuncia abertura de 11 hospitais de campanha

Segundo o governador João Doria, serão disponibilizados 140 novos leitos de UTI e 140 de enfermaria
Novos hospitais de campanha serão construídos em São Paulo
Novos hospitais de campanha serão construídos em São Paulo | Foto: Reprodução/YouTube

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira, 8, a abertura de 11 novos hospitais de campanha no Estado. Eles serão montados nas cidades de Santo André, Andradina, Santos, Barretos, Botucatu, Campinas, Ourinhos, Tupã, Itapetininga, Fernandópolis e na capital paulista. As unidades serão instaladas junto aos Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) de cada uma das cidades, exceto os hospitais de campanha de Fernandópolis, que será montado junto à Unidade de Reabilitação Lucy Montoro, e da capital, que será vinculado ao Hospital São José, na Zona Norte da cidade de São Paulo. Segundo Doria, ao todo, serão disponibilizados 140 novos leitos de UTI e 140 de enfermaria. De acordo com o secretário da Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn, os 11 novos hospitais de campanha serão entregues até o fim de março e se juntam aos quatro que o governo estadual já administra, em Franca, Bauru e Bebedouro, além do hospital de campanha de Heliópolis, na Zona Sul da capital. A medida ocorre após o Estado registrar consecutivos recordes de pacientes internados com covid-19 desde o início da pandemia.

Leia também: “Doria contradiz Centro de Contingência ao falar em hospitais de campanha”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Isso tudo pra só 140 leitos de UTI e 140 enfermarias no Estado todo de SP? Isso é sacanagem né não? E só agora? Já não estava prevista a nova onda desde as eleições? Muito marketing como sempre, pra pouca efetividade e eficácia.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.