-Publicidade-

Governo destina R$ 7,5 milhões à Funai

Mais de 81 mil índios estão em situação de vulnerabilidade crítica; verba será usada para comprar Equipamentos de Proteção Individual e alimentos

Mais de 81 mil índios estão em situação de vulnerabilidade crítica; verba será usada para comprar Equipamentos de Proteção Individual e alimentos

Mais de 81 mil índios estão em situação de vulnerabilidade | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

O Ministério da Economia liberou ontem R$ 7,5 milhões à Fundação Nacional do Índio (Funai) para reforçar as ações do órgão no enfrentamento ao coronavírus junto aos povos indígenas.

A medida é um alento.

Desse público, mais de 81 mil índios estão em situação de vulnerabilidade crítica no Brasil em caso de exposição à covid-19. Em síntese, correm sérios riscos de vida caso a pandemia chegue às regiões onde estão localizados.

Em determinadas tribos indígenas, a taxa de mortalidade por doenças como a gripe é muito maior. As informações constam no estudo Análise de Vulnerabilidade Demográfica das Terras Indígenas à Covid-19, da Unicamp.

Portanto, o valor disponibilizado à Funai vem em boa hora.

Um dos objetivos é que a verba possa garantir a compra de Equipamentos de Proteção Individual, itens de higiene, obtenção de alimentos e construção de barreiras sanitárias no acesso às terras indígenas.

Além disso, o governo orienta a realização de atividades de proteção a índios isolados.

Outros investimentos

Em todo o Brasil, a Funai já empregou cerca de R$ 10 milhões, originários de suplementação orçamentária, e R$ 3 milhões de recursos próprios no combate à pandemia.

Sendo assim, os valores vêm sendo utilizados, entre outras medidas, para a compra e distribuição de cestas básicas a famílias indígenas em situação de vulnerabilidade social. Até agora, já foram distribuídas mais de 45 mil cestas de alimentos a etnias de diferentes regiões do país.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês