Governo Doria: Zambelli e Balas acionam MP por omissão de informações

Deputados falam em 'caráter antidemocrático' da postura do governador de São Paulo perante o patrimônio público
-Publicidade-
Governador de São Paulo, João Doria | Foto: Governo do Estado de São Paulo
Governador de São Paulo, João Doria | Foto: Governo do Estado de São Paulo

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) e o deputado estadual de São Paulo Danilo Balas (PSL) protocolaram nesta quarta-feira, 8, um pedido para que a Procuradoria-Geral de Justiça de São Paulo apure omissão de informações do governo Doria.

Em 27 de maio, Zambelli requereu ao Palácio dos Bandeirantes que fosse esclarecido gastos de publicidade com seis veículos de comunicação, o que não foi respondido, mesmo após a parlamentar ter reiterado a solicitação.

-Publicidade-

Segundo os deputados, a gestão Doria demora em responder de forma deliberada, “obstruindo o regular exercício da atividade parlamentar, em demonstração do caráter antidemocrático de sua postura perante o patrimônio público”.

De acordo com a Lei de Acesso à Informação, é ato de improbidade “recusar-se a fornecer informação requerida nos termos desta Lei, retardar deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta, incompleta ou imprecisa”.

Os pedidos se referem aos seguintes veículos de imprensa: TV Globo, Editora Globo, Folha de S.Paulo, Editora Abril, Editora Três (dona da revista IstoÉ) e O Antagonista.

Danilo Balas esclareceu que foi protocolado requerimento de informação na Secretaria Estadual de Comunicação questionando o governo de São Paulo acerca de uma série de inconsistências observadas nos portais estaduais dedicados à transparência e solicitando acesso às informações sobre os contratos de publicidade.

Ele afirmou que as respostas dadas são “imprecisas, evasivas e insuficientes”.

Outro pedido

Na semana passada, Zambelli e Balas protocolaram um outro pedido contra João Doria no Ministério Público do Estado de São Paulo. Eles pediram que se investigue possíveis irregularidades no governo Doria.

Eles se basearam em uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo publicada na terça-feira 30 que afirma que governo do Estado de São Paulo aluga um imóvel de um aliado de Doria por R$ 18,9 mil mensais.

Segundo a publicação, o prédio pertence à empresa de um aliado do governador e foi alugado para instalar, em outubro, uma unidade do restaurante popular Bom Prato na zona sul da capital paulista.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.