Governo garante que Doria faz ‘populismo barato’ com vacina

Tucano anunciou imunização antes de a Anvisa certificar imunizantes capazes de vencer o coronavírus
-Publicidade-
Eduardo Pazuello disse que o Brasil colocará vacinas à disposição da população | Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo
Eduardo Pazuello disse que o Brasil colocará vacinas à disposição da população | Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo | Eduardo Pazuello disse que o Brasil colocará vacinas à disposição da população | Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Tucano anunciou vacinação antes de a Anvisa certificar imunizantes capazes de vencer o coronavírus

governo garante que doria
“Não podemos dividir o Brasil”, declarou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello | Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

A equipe da Secretaria de Comunicação (Secom) do governo federal publicou nas redes sociais uma nota com críticas indiretas ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), na terça-feira 8. O tucano anunciou que a imunização no Estado começará em 25 de janeiro de 2021. Portanto, antes do plano estipulado pelo Ministério da Saúde, que escolheu o mês de março. Até o momento, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não aprovou as vacinas experimentais que estão em fases de testes. Conforme a Secom, desrespeitar a autoridade da Anvisa é uma atitude “inconstitucional e ilegal”. O comunicado também informa que “anunciar o uso de vacina antes de a Anvisa certificá-la é populismo barato e irresponsável venda de ilusão”.

-Publicidade-

O documento da Secom está em harmonia com o pronunciamento do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. O titular da pasta não citou o nome de João Doria, tampouco falou sobre a CoronaVac (conhecida na internet como “vachina”), mas alfinetou o tucano. “Não podemos dividir o Brasil neste momento difícil, em que todos nós passamos dificuldade. O Ministério da Saúde acompanha a produção de imunizantes para covid-19 em passos acelerados, com total responsabilidade”, declarou Pazuello, na terça-feira 8. O presidente Jair Bolsonaro se posicionou no Twitter: “O governo federal vai proteger a população respeitando sua liberdade, e não usá-la para fins políticos, colocando sua saúde em risco por conta de projetos pessoais de poder”.

Leia também: “A verdade sobre a ‘vachina'”, reportagem publicada na edição 32 da Revista Oeste

Covid-19: obrigatoriedade ou não da vacina? Entenda

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários

  1. O problema é que estão dando muito palanque para esse mascate de chinês. ninguém questiona esse vagabundo o quanto de comissão ele está levando para comercializar essa porcaria aí. Esse vagabundo está pouco se lixando para a saúde das pessoas, ele quer é faturar e o melhor remédio para se livrar desse verme é cadeia. Só isso, mas agora fica a pergunta: Quem vai encarar?

    1. O Ministério da Saúde abarrotado de cloroquina, testes de covid vencendo e o palhaço que ocupa o planalto ainda quer abrir a boca? É isso mesmo? E tome vergonha alheia! Esse embusteiro merecia é cadeia!

      1. Senhores da Oeste por favor respondam: como é que o Kavir conseguiu assinar a revista? Achei que a Oeste peneirava seus assinantes. Esse aí certamente é agente infiltrado da Crusoé vomitando asneiras por aqui. Sugiro cancelamento imediato com restituição do dinheiro não utilizado, pra mostrar ao Mainardi como se trabalha honestamente.

  2. O Dória é o que existe hoje de mais covarde, oportunista e inescrupuloso na política brasileira. Ninguém aguenta mais essa sacanagem explícita divulgada/acobertada diariamente pela mídia. Está mais que na hora de algum jornalista fora da curva ir atrás de uma matéria INVESTIGATIVA sobre esse projeto de ditador e parar de notinhas sobre intrigas e picuinhas.

  3. Pensar que como velho ex tucano, acompanhei e votei nesse cara desde as previas para a prefeitura de São Paulo. Não poderia imaginar que fosse tão maluco assim, para chegar a presidência da república. Pior ainda é ler na grande imprensa (Estadão), criticas ao Ministério da Saúde e ao ministro Pazuello quando tão corretamente disse para bom entendedor que a vacina Coronavac não é do Estado de São Paulo, mas sim do Butantã.

  4. Concordo com todos os comentários acima e provavelmente com todos que virão abaixo. Venho falando em comentários anteriores. Já passou da hora de investigar esse ditadorzinho chinês. Não é possível que se investigarem ele não acharão nada. Ele é claramente um braço da China. Agora, todos nós sabemos o lixo que a mídia mainstream se transformou. Mas ver jornalista defendendo o Doria (Tipo as Thais Oyama da vida) dizendo que ele sai na frente do governo federal com um plano de vacinação é de dar náuseas. Para criticar o Bolsonaro eles conseguem elogiar o Doria. Como será que eles se sentem ao colocar a cabeça no travesseiro e perceber o quão vendidos e hipócritas eles são?

  5. João Dória é uma cara perigosíssimo para o país. Ele está absolutamente obcecado pela presidência, pois quem governará o Brasil será Xi Jinping e sua sanguinária ditadura chinesa, da qual ele é o mais devoto dos lacaios. Lembrem-se de que só Indonésia, Turquia e SP são as cobaias da vacina xing ling que o Dória quer obrigar os paulistas a tomar. O governo federal, governadores alinhados com o governo e a sociedade de SP iniciaram o q já deveriam ter feito faz tempo, desmascarar esse hipócrita com todas as forças possíveis para o bem do Brasil. Os ataques tucanos aumentarão, precisamos estar prontos. Espero que o Brasil tb faça parte dessa cruzada anti China.

  6. Dória é uma criatura perigosa!!! Há necessidade URGENTE de ser iniciado na Assembleia paulista o devido processo de IMPEACHMENT para limpar do cenário político brasileiro elemento tão nocivo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro