-Publicidade-

Governo prorroga programa de redução de salários e jornada

Governo prorroga programa de redução de salários e jornada
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Marcos Corrêa/PR
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Marcos Corrêa/PR

Decreto assinado por Bolsonaro também permite que o trabalhador com contrato intermitente receba o auxílio emergencial de R$ 600 por mais um mês

Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro prorrogou os prazos de redução de jornada e salário no âmbito do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda. A suspensão de contratos de trabalho também foi ampliada.

A ação foi tomada para diminuir os efeitos econômicos e sociais causados pela pandemia. O decreto foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, 14.

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência, a extensão do programa “irá permitir que empresas tenham tempo hábil para se reestruturar, preservando, assim, diversos postos de trabalho”.

Em junho, o Congresso aprovou a permissão para o governo flexibilizar as regras trabalhistas na pandemia. Essa possibilidade já estava valendo por Medida Provisória.

Prazos máximos

O decreto presidencial aumenta para 120 dias os prazos máximos para as duas situações (suspensão de contrato ou redução salarial):

  • Redução proporcional da jornada de trabalho e de salário: ficam acrescidos 30 dias, passando dos 90 dias atuais para 120 dias no total (4 meses);
  • Suspensão temporária do contrato de trabalho: 60 dias a mais, passando dos 60 atuais para 120 dias no total.

O decreto permite o fracionamento da suspensão contratual em períodos sucessivos ou intercalados de 10 dias ou mais, respeitado o prazo total de 120 dias.

A medida também prorroga o auxílio emergencial de R$ 600 por mais um mês para empregados com contrato intermitente firmado até a data da publicação da Medida Provisória.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.