Governo terá ‘Disneylândia de oportunidades’ para novos gastos, diz senador tucano

Segundo José Aníbal (PSDB-SP), Jair Bolsonaro não tem maioria no Senado para aprovar PEC dos Precatórios
-Publicidade-
O senador José Aníbal (PSDB-SP) foi entrevistado no <i>Jornal da Manhã</i>, da Jovem Pan
O senador José Aníbal (PSDB-SP) foi entrevistado no Jornal da Manhã, da Jovem Pan | Foto: Reprodução/YouTube

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, nesta quarta-feira, 17, o senador José Aníbal (PSDB-SP) criticou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios aprovada em dois turnos na Câmara dos Deputados e que agora terá de ser apreciada pelo Senado.

O texto abre uma brecha no Orçamento do governo para o pagamento de R$ 400 mensais até o fim de 2022 pelo Auxílio Brasil, novo programa social que sucede ao Bolsa Família. Segundo Aníbal, caso o texto que veio da Câmara seja aprovado, haverá o estouro do teto de gastos, e o presidente Jair Bolsonaro “terá uma Disneylândia de oportunidades” para gastar ainda mais. 

“Nós apresentamos uma emenda constitucional alternativa àquela que veio da Câmara. Ontem, tivemos uma reunião a pedido do líder do governo, Fernando Bezerra, e apresentamos algumas ideias que estão presentes nas nossas propostas”, afirmou Aníbal. 

-Publicidade-

“O governo não tem maioria hoje no Senado para aprovar o projeto que veio da Câmara, que é muito ruim. A Constituinte de 1988 fez 67 intervenções relativas à questão fiscal e orçamentária. Essa PEC que vem da Câmara faz 56 intervenções na Constituição em matéria fiscal e tributária. É uma nova Constituinte. Ali não tem um propósito claro.”

Para o senador tucano, “não pagar os precatórios é calote”. “Precatórios são dívidas líquidas e certas”, destacou. “Colocaram vários jabutis no projeto, que abrem caminho para o governo fazer várias intervenções, todas elas perdulárias. Se aprovada a PEC que vem da Câmara, o presidente terá uma ‘Disneylândia’ de oportunidades para fazer novos gastos”, afirmou Aníbal.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

13 comentários Ver comentários

  1. O problema dos precatórios, bem descrito pelo Min. Paulo Guedes, é que virou uma indústria que cresce mais que produção de aço, minério e não tem lastro produtivo, geração/criação de riqueza alguma.

  2. Questão enem do bozo, o que significa pec? 1, pagando emendas ao centrao, 2. Pode esperar o calote, 3. Presidente é coveiro, 4. Para de espetbear cornno bozo, 5. Todas as alternativas corretas. Fácil kkkkkkkkk

  3. Quando é para se aprovar um fungo ( fungo mesmo, escrito de propósito) Eleitoral todos estão a postos. Quando é para ajudar os mais carentes, corre-se o risco de ter o benefício negado. As eleições estão próximas. É aguardar para ver os resultados.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.