“Gravíssimo”, diz Bia Kicis sobre prisão de mulher que caminhava em praça de Araraquara

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) compartilhou nas redes sociais um vídeo em que uma mulher é detida ao se recusar a sair de uma praça em Araraquara, no interior de São Paulo. A parlamentar classificou os guardas de "truculentos" e o prefeito da cidade, Edinho Silva (PT), de "autoritário".
-Publicidade-
Foto: Câmara dos Deputados
Foto: Câmara dos Deputados

A deputada considerou os guardas  “truculentos” e chamou o prefeito da cidade, Edinho Silva (PT), de “autoritário”

Foto: Câmara dos Deputados
-Publicidade-

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) compartilhou nas redes sociais um vídeo em que uma mulher é detida ao se recusar a sair de uma praça em Araraquara, no interior de São Paulo.

A parlamentar classificou os guardas de “truculentos” e o prefeito da cidade, Edinho Silva (PT), de “autoritário”.

O episódio aconteceu na manhã desta segunda-feira, 13, quando a administradora de empresas Silvana Tavares Zavatti se recusou a sair de uma praça.

Agentes da Guarda Civil Municipal a detiveram por descumprimento de um decreto municipal que impede o acesso a praças por causa do isolamento social decretado em meio à pandemia de coronavírus.

A deputada Bia Kicis compartilhou o vídeo que mostra o momento em que a mulher é abordada.

Segundo a prefeitura de Araraquara, a mulher pode responder por desacato à autoridade, descumprimento de decreto municipal e também por infringir a lei que determina o impedimento de propagação de doença contagiosa.

A administradora de empresas alegou que Constituição garante o direito de ir e vir e disse que mordeu o agente municipal porque não conseguia respirar.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 comentários

  1. Entendo todos os lados dessa lamentável história, enquanto uns cumprem ordens, a cidadã tenta exercer seu direito de ir e vir; Porém, não posso deixar de me questionar….e se fosse essa ação tivesse sido ordenada pelo presidente da república? Ah, certamente teríamos um batalhão de repórteres mostrando as ações e bradando absurdos contra essa arbitrariedade, chamando-o de fascista e muito mais…É uma pena que o Brasil tenha chegado a esse ponto, um ponto onde tudo se resume a ser bolsonarismo ou petistas, como se o cidadão não tivesse mais o direito a ter sua própria opinião.

    1. Rasga-se a Constituição diariamente neste país em nome de uma ideologia. Não entendo como nossa justiça simplesmente ignora o fato. Aliás, faz pior. Interpreta a mesma de acordo com a preferência individual. Nenhuma lei poderia se sobrepor a CF. Um absurdo total o que fizeram com essa cidadã.

  2. Ditadura é isso. Nenhuma justificativa para esse ato estúpido em que a cidadã não oferece risco algum para a sociedade e é grosseiramente algemada por um decreto municipal questionável.

  3. Vejo tudo isso e já me canso! Esse tipo de situação suga energias. Discutir coisas tão obvias? Isso ultrapassa qualquer campo da sensatez e de qualquer defesa ideológica. Já transborda o absurdo. Vivemos a completa inversão…de condenados soltos e trabalhadores presos. Sentimento impotente e deprimível. Isso é revoltante e ensurdecedor .

  4. No Brasil agora está assim: prefeitos safados mandam subordinados despreparados prender cidadãos e cidadãs em pleno direito de ir e vir garantido pela Constituição Federal . Do dinheiro público, esses mesmos prefeitos safados, sem o concurso de guardas municipais despreparados, mas com assessoria de subordinados preparados para as maracutaias, “prendem” uma parte do dinheiro público em seus respectivos bolsos, cuecas e contas bancárias.

  5. Isso só podia ter acontecido numa cidade cujo “prefeito” é mais um vagabundo que pertence a ORCRIM chamada PT. Esse picareta foi “ministro” no desgoverno da Cadáver Insepulto e está envolvido em atos de corrupção que ainda tem que ser devidamente esclarecidos. Araraquara não merece um verme como esse.

  6. O mais estupido é que se precisamos evitar o contato direto com outras pessoas, ao tentarem prender esse perigosa senhora os policiais se colocaram em posição de risco. Muito, muito inteligente esse comportamento. Mais um prefeito doido que mostra a inteligência da prima Dilma.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site