Grupo de pais vai à Justiça por volta às aulas presenciais

Prefeitura de São Paulo será alvo de processo do movimento Escolas Abertas, que teme um 'lockdown'
-Publicidade-
Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Prefeitura de São Paulo será alvo de processo do movimento Escolas Abertas, que teme um ‘lockdown’

grupo de pais vai
Grupo teme que o prefeito reeleito Bruno Covas (PSDB) queira fechar as escolas novamente | Foto: Divulgação/Agência Brasil
-Publicidade-

A Prefeitura de São Paulo será alvo de um processo na Justiça que pede a abertura das escolas particulares e públicas para aulas regulares. A ação vai ser movida pelo movimento Escolas Abertas, um grupo de pais que solicitam a medida ainda este ano. Em uma semana, cerca de 8 mil pessoas assinaram o manifesto. A capital só permite atividades extracurriculares para o ensino infantil e fundamental, segundo o jornal O Estado de S. Paulo — o médio foi liberado para aulas no dia 3.

Com o aumento de infecções no Estado, o grupo teme que o prefeito reeleito Bruno Covas (PSDB) queira fechar as escolas novamente. O grupo entende que há segurança para manter a educação funcionando, desde que respeitando os protocolos sanitários e o distanciamento. Eles se baseiam em pesquisas científicas que indicam que crianças transmitiriam menos o coronavírus e têm menos complicações. Conforme noticiou Oeste, grupos de pediatras da capital também divulgaram nota na semana passada com o mesmo pedido.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

  1. Não sei se vai adiantar, pois o mórbido é totalitário de controlar a vida dos outros, sob a justificativa de uma falsa “ciência” deverá prevalecer. Infelizmente.

  2. As escolas estão fechadas por vários motivos e definitivamente o vírus não é o motivo, mas apenas uma desculpa, dado q a contaminação dele em crianças é praticamente nula.
    1) os sindicatos de professores, como todos os sindicatos, são hegemônicamente dominados por comunistas viscerais e militantes. Eles agirão para manter o plano de ataque comunista. Os alunos q se danem.
    2) os pedagogos, q deveriam se pronunciar, são omissos, pra dizer o mínimo. Até agora não apareceu um único pedagogo para expor a necessidade pedagógica das escolas abertas. Conclusão: pedagogia não serve pra nada, profissão inútil.
    3) Ainda há muitos pais desinformados sobre o baixíssimo risco, quase mulo, de as crianças voltarem à escola.
    4) Dória/covas vão condicionar a volta às aulas à vacina xing ling, por isso elas estarão fechadas até lá. Querem apostar?
    5) Importante motivo AINDA OCULTO: JORGE PAULO LEMANN, globalista suíço-brasileiro, tido como o Soros do Brasil, tem um plano para domínio da educação brasileira para implantar uma agenda globalista total em nossas crianças e jovens.
    Para detalhes, ASSISTAM NO YOUTUBE O VIDEO “OS INTERESSE POR TRÁS DAS ESCOLAS FECHADAS”, DO JORNALISTA ALAN FRUTUOSO, DO CANAL VISTA PATRIA.
    https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=aGd8kGxaApY

  3. Sinceramente com o nível mental dos professores hoje em dia não sei se é uma boa ideia reabrir as escolas. Os alunos estarão permanentemente expostos aos pensamentos mais estúpidos e idiotas por parte de uma maioria esmagadora de professores que tem um raciocínio mais ou menos igual ao de um camundongo de laboratório. Pronto falei.

  4. De fato, Renato, isso é uma realidade. Creio q o Brasil precise desesperadamente do homeschooling. Eu quero a liberdade de contratar bons professores conservadores, que não têm oportunidade em nenhuma escola. Eu decido e monitoro os professores, sem medo de doutrinação.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site