-Publicidade-

Guedes encaminha fases restantes da reforma tributária em agosto

Equipe econômica vai enviar etapas restantes da reforma tributária ainda este mês. Entre as propostas, está o imposto sobre transações digitais
Para Paulo Guedes, reforma tributária ampla pode até mesmo extinguir alguns impostos | Foto: Alan Santos/PR
Para Paulo Guedes, reforma tributária ampla pode até mesmo extinguir alguns impostos | Foto: Alan Santos/PR | paulo guedes, reforma tributária, congresso nacional, relatoria, reunião

Equipe econômica vai enviar etapas restantes da reforma tributária ainda este mês. Entre as propostas, está o imposto sobre transações digitais

paulo guedes, reforma tributária, congresso nacional, relatoria, reunião
Para Paulo Guedes, reforma tributária ampla pode até mesmo extinguir alguns impostos | Foto: Alan Santos/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, vai enviar ao Congresso as fases restantes da reforma tributária ainda em agosto. Isso significa que encaminhará o imposto sobre transações digitais, tributo defendido pela equipe econômica para desonerar a folha de pagamento, ou seja, reduzir a carga tributária paga pelas empresas sobre cada trabalhador.

Outra medida que deve estar prevista é a mudança na base de isenção do Imposto de Renda para Pessoa Física (IRPF). O governo quer elevar de R$ 1,9 mil para R$ 3 mil a base de consumidores que estarão desobrigados a declarar. A equipe econômica se reuniu nesta segunda-feira, 3, para discutir o fechamento das propostas.

Há, ainda, outras medidas em estudo. Uma delas é a redução do Imposto de Renda para Pessoa Jurídica (IRPJ) com a tributação de lucros e dividendos. Ou seja, a ideia é diminuir tributos sobre as empresas, mas tributar seus acionistas e executivos, as pessoas físicas, no caso.

Sintonia

A equipe econômica deixa claro nos bastidores, contudo, que a reforma tributária irá de tudo de uma vez. Não significa, entretanto, que a aprovação das propostas também ocorrerá na mesma velocidade. Guedes tem procurado manter uma sintonia fina com lideranças nas duas Casas, deixando claro o respeito pela autonomia do Parlamento.

A primeira etapa da reforma tributária proposta por Guedes foi enviada. Trata-se da Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS), que propõe a unificação entre o PIS e Cofins, a uma alíquota de 12%.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês