Guedes: ‘Temos direito de governar 4 anos depois de 30 anos de centro-esquerda’

Segundo o ministro da Economia, o resultado das eleições de 2018 quebrou o ciclo de administrações que se sucederam no país nas últimas três décadas
-Publicidade-
O ministro Paulo Guedes participou de painel mediado por Mansueto Almeida, economista-chefe do BTG Pactual e ex-integrante do governo Bolsonaro
O ministro Paulo Guedes participou de painel mediado por Mansueto Almeida, economista-chefe do BTG Pactual e ex-integrante do governo Bolsonaro | Foto: Reprodução

Durante sua participação no seminário promovido nesta terça-feira, 25, pelo BTG Pactual, o ministro da Economia, Paulo Guedes, recordou um comentário que fez ainda no início do governo do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o ministro, o resultado das eleições de 2018 quebrou o ciclo de administrações de centro-esquerda que se sucederam no país nas últimas três décadas.

Foram 30 anos de presidentes de centro-esquerda”, recordou Guedes, referindo-se aos governos de Fernando Henrique Cardoso (1994-2002), Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), Dilma Rousseff (2011-2016) e Michel Temer (2016-2018). “Estamos em uma democracia. O presidente representa uma aliança de liberais e conservadores, rompemos uma hegemonia de centro-esquerda. Temos direito de governar quatro anos depois de 30 anos de centro-esquerda”, afirmou. 

Leia mais: “Guedes elogia Lira e Pacheco e afirma que centro-direita conduz agenda no Congresso”

-Publicidade-

Como noticiamos mais cedo, Guedes elogiou os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e apontou uma orientação predominante de centro-direita conduzindo a agenda reformista no Congresso Nacional nos próximos anos.

“Essa nova representação de centro-direita chegou à presidência do Congresso e da Câmara. Em poucas semanas, [tivemos] Banco Central independente, novo marco fiscal, saneamento, gás natural, Correios, Eletrobras, lei de falências… Rapidamente destravaram uma série de reformas. O Congresso está girando em torno desse acordo político de centro-direita”, afirmou Guedes. “Retomamos as reformas agora. Vamos embora para a administrativa”, destacou o ministro.

Leia também: “Guedes, Pacheco e Lira se reúnem para tratar da reforma tributária”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Esse é o maior Ministro que temos desde há muitos anos……
    O último capacitado que tivemos no cargo foi o genial Mario Henrique Simonsen.
    Depois dele, os demais foram os tais meia-bôca ou inexpressivos sem currículo.
    Dá-lhe Guedes!!!

  2. Se não nos apresentarem uma nova centro esquerda, sem qualquer um desses atores que surrupiaram a nação, inclue-se classe intelectual e artística, principalmente esta que participou do conluio sórdido!!!
    Se não colocarmos na cadeia esses membros da “resistência”, infiltrados nas instituições oficiais, principalmente no judiciário, este que não temos como “tocar”.
    Se o contra ataque que estamos aplicando, indo às ruas, manifestando e sendo traídos por essa imprensa “desfalcada do dinheiro público”, e que ainda assim continua entrando em nossos lares!
    Se não extirparmos do cenário orcrims que se tornaram oficiais, vivem do nosso suor e igualmente nos traem, como Psol, PSDB e PT, dentre tantos.
    Se não jogarmos pesados pelas nossas famigeradas pautas, elencadas nas ruas desde 2013, quando decidimos acabar com o conluio entre os 3 poderes, combinado na revolução comunista de 1.988!
    VINTE ANOS É POUCO Guedes, oara retomarmos a República, o caminho da prosperidade, família e bem estar.
    PEC DA BENGALA
    PEC DA PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA
    VOTO IMPRESSO
    Avancemos!!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.