Guedes vai ao Congresso entregar texto da reforma tributária

Guedes vai ao Congresso entregar texto da reforma tributária
-Publicidade-
Paulo Guedes será recebido no gabinete do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) | Foto: Foto: Marcos Brandão/Senado Federal
Paulo Guedes será recebido no gabinete do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) | Foto: Foto: Marcos Brandão/Senado Federal | Guedes reforma

Ministro da Economia entregará aos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia, a proposta do governo para a reforma

Guedes reforma
Paulo Guedes será recebido no gabinete do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) | Foto: Marcos Brandão/Senado Federal
-Publicidade-

O ministro da Economia, Paulo Guedes, vai ao Congresso Nacional nesta terça-feira, 21, protocolar a proposta do governo para a reforma tributária. Fazia mais de um ano que o chefe da pasta prometia entregar o texto do Executivo.

Leia mais: “Bolsonaro defende a reforma tributária de Guedes: ‘Não é CPMF’”

De acordo com assessores da Economia, a proposta de Guedes vai se concentrar na unificação de impostos federais sobre o consumo. Além disso, apenas na segunda etapa da reforma tributária de Guedes é que o governo encaminhará sua proposta de desoneração da folha de pagamento. Para isso, defenderá o imposto sobre pagamentos eletrônicos, que, como Oeste antecipou, terá uma alíquota de 0,2%.

Uma terceira etapa é estudada pela equipe econômica. Nessa fase, seriam feitos ajustes no Imposto de Renda (IR) sobre pessoas físicas e pessoas jurídicas. Para essas últimas, analisa-se a redução do tributo sobre as empresas, mas propõe-se, em contrapartida, o tributo sobre lucros e dividendos. Para consumidores, a ideia avaliada é diminuir as deduções e aumentar a base de isenção.

Contudo, Paulo Guedes será recebido pelos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Atualmente, as duas Casas tratam de propostas distintas sobre a reforma. Agora, a expectativa é que um único texto seja construído pelo Congresso.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.