Herdeira de construtora condenada na Lava Jato doa para campanha de Boulos

Marília Furtado de Andrade é filha de Gabriel Donato de Andrade, um dos fundadores da construtora Andrade e Gutierrez
-Publicidade-
Guilherme Boulos é o candidato do Psol à prefeitura de São Paulo | Foto: Reprodução/Instagram
Guilherme Boulos é o candidato do Psol à prefeitura de São Paulo | Foto: Reprodução/Instagram | guilherme boulos - tre-sp - wagner moura

Marília Furtado de Andrade é filha de Gabriel Donato de Andrade, um dos fundadores da construtora Andrade Gutierrez

guilherme boulos - tre-sp - wagner moura
Guilherme Boulos, candidato do Psol à prefeitura de São Paulo
Foto: Reprodução/Instagram

Marília Furtado de Andrade doou a terceira maior quantia feita por um eleitor à campanha de Guilherme Boulos (Psol) para a prefeitura de São Paulo. Marília é filha de Gabriel Donato de Andrade, um dos fundadores da construtora Andrade Gutierrez. A empreiteira fechou acordo para devolver mais de R$ 1 bilhão aos cofres públicos por fraudes detectadas pela Operação Lava Jato. Marília também é mãe da cineasta Petra Costa — a autora do documentário Democracia em Vertigem (críticos argumentam que a obra é uma peça de propaganda petista).

-Publicidade-

A primeira doação, no valor de R$ 28 mil, data de 20 de outubro. A segunda, um incremento de R$ 60 mil, foi depositada em 19 de novembro no caixa do candidato para disputar o segundo turno das eleições. O cantor Caetano Veloso e sua ex-esposa Paula Mafra Lavigne também figuram nessa lista — cada um deles doou R$ 100 mil.

Leia também: “Reeleito, prefeito petista aumenta o próprio salário”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

11 comentários Ver comentários

    1. A verdade é que não poderia aceitar candidatos bandidos concorrendo a nem um cargo público, teriam que solicitar currículo assim como as empresas privadas exigem do candidato para vaga de emprego!
      Então não é?

  1. O que eu quero saber , é se o Boulos vai explicar as empresas FAKES que doaram para sua campanha, conforme video apresentado pelo Oswaldo Eustáquio

  2. Pensei que doações de campanhas por empresas estivessem proibidas. Vejo que não. Já que pode, então está na Hora de extinguir o Fundo Eleitoral.

  3. Se esse cafajeste ganhar (o que duvido muito), essa Andrade vai levar uma grana boa por sua doação. No submundo político, não há almoço grátis.

  4. #Bolsonaro2022 PSOLpartidodocrime outroParTidodocrime ParTidoquetemdiálogocabulosocomPCC #QuemMandouMatarBolsonaro PTista é vidente com Alzheimer. Sabe SeteAlém dos próximos 4 anos e, além de não lembrar, ainda fantasia os últimos 16

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.