Interferência na PF: Moro aciona STF contra depoimento de Bolsonaro

Defesa do ex-juiz argumenta que houve falta de isonomia no tratamento dispensado ao presidente
-Publicidade-
Sergio Moro é ex-ministro da Justiça
Sergio Moro é ex-ministro da Justiça | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) contra o depoimento do presidente Jair Bolsonaro no inquérito que apura suposta interferência do chefe do Executivo na Polícia Federal (PF).

A defesa pede que o ministro Alexandre de Moraes, relator da investigação, cobre parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre a oitiva, realizada na quarta-feira 3. O principal ponto questionado por Moro é que o interrogatório foi feito sem a participação de seus advogados e da PGR, o que configuraria falta de isonomia no tratamento dispensado ao presidente.

(Isonomia, dentro do direito, significa que todas as pessoas devem ser julgadas igualmente perante a lei.)

-Publicidade-

Depoimento de Bolsonaro

O chefe do Executivo federal admitiu que pediu trocas na diretoria-geral e nas superintendências da PF. Segundo ele, Moro condicionou as substituições a uma vaga no Supremo. O presidente afirmou ainda que viu necessidade em mudar a chefia da Polícia Federal “para ter maior interação”.

Depoimento de Moro

Interrogado pela corporação em maio de 2020, Moro disse que a troca na diretoria-geral teria sido solicitada por Bolsonaro porque o presidente “precisava de pessoas de sua confiança, para que pudesse interagir, telefonar e obter relatórios de Inteligência”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Então, morno se você ainda fosse juiz, no mínimo tinha que exigir isonomia do bozzo, e se não fosse conforme a lei, tenho certeza, com o vosso devido respeito ao processo legal, daria uma ordem pra condução coercitiva do bozzo,
    Eu iria adoorar, igual a extrema direita lá em 2018 kkkkkkkkkk

  2. Argumentar com gente que depois de tudo que ja foi provado, ainda acredita que o LADRÃO CONDENADO E PRESO é inocente e perseguido é perda de tempo. Vc não muda o perfil de quem foi amestrado a vida inteira e ainda abre espaço para o cidadão destilar sua frustração a cada resposta.O ditado popular diz ” OS CÃES LADRAM E A CARAVANA SEGUE EM FRENTE.

  3. E como fica candidato morno o devido respeito ao processo, o estado de direito, os processos p point de seus comparsas como o deltan, político do partido da lava jato, os procuradores muito isentos que formavam a famosa República de Curitiba, 1000 anos de prisão pra você e a organização criminosa que vocês montaram em 2014, a destruição de empresas e empregos e da economia nacional, a destruição do ambiente político e o consequente surgimento da criatura do bozzo. O acerto de contas com a história você terá a partir da eleição do ano que vem!!!

  4. Quem diria, nada como o tempo, o herói da extrema direita brasileira, o juiz que prendeu o lula, agora, se vira contra a criatura que ele criou, pra agora, ele, o morno, o juiz político e parcial, fazendo política oficialmente, assim, a extrema direita fica dividida morno, que dilema cruel você impos a eles, vão votar no criador ou na criatura????

    1. É Mamaciel, nada como ter um bandido de estimação, o seu grande guia de nove dedos foi condenado por excesso de provas, esta sua cantilena é o blá blá blá da esquerdalha idiota, ninguém faz acordo de delação e devolve bilhões de reais se não tivesse roubado, se um inocente ficasse 570 dias injustamente preso, entraria com um processo contra o estado e conseguiria alguns milhões de indenização, porque o seu grande guia não faz isso?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.