Italexit: Senador cria partido para tirar Itália da União Europeia

Objetivo do parlamentar é fazer país seguir o mesmo caminho traçado pelo Reino Unido
-Publicidade-
Nigel Farage [esq.] e Gianluigi Paragone: Brexit inspirou novo partido italiano | Foto: DIVULGAÇÃO
Nigel Farage [esq.] e Gianluigi Paragone: Brexit inspirou novo partido italiano | Foto: DIVULGAÇÃO | italexit - nigel farage - gianluigi paragone

Objetivo do parlamentar é fazer país seguir o mesmo caminho traçado pelo Reino Unido

italexit - nigel farage - gianluigi paragone
Nigel Farage [esq.] e Gianluigi Paragone: Brexit inspira novo partido italiano | Foto: DIVULGAÇÃO
A Itália tem um novo partido político, o Italexit. Conforme o nome sugere, a legenda surge com propósito que remete ao “Brexit“, movimento que culminou na saída do Reino Unido da União Europeia. Aliás, um dos propósitos da sigla recém-fundada é justamente tirar o país do bloco econômico.

-Publicidade-

Leia mais: “Reino Unido denuncia campos de concentração na China

A novidade é idealizado pelo senador Gianluigi Paragone. Ele é ex-integrante do Movimento Cinco Estrelas (M5S), que pertence à base do atual primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte. De acordo com a agência de notícias Ansa, o novo partido tece críticas ao sistema europeu de “moeda única”. Além disso, fala em romper com o “neoliberalismo” e a “globalização desenfreada”.

“Uma Itália forte, livre e independente”

“Os italianos merecem uma Itália forte, livre e independente, que recupere a própria soberania e seja novamente capaz de se autodeterminar”, diz trecho do texto de apresentação do Italexit. Divulgado por Paragone, o novo partido italiano conta com site, que traz dez tópicos (frases de efeito) com os princípios da legenda:

  1. Sem Europa, em prol da Itália;
  2. Recuperação da soberania monetária;
  3. Devolver o que é dos italianos;
  4. Plano de retomada industrial;
  5. Pela soberania alimentar;
  6. Trabalho para todos;
  7. Balanço de autodeterminação;
  8. Não se lucra com a saúde;
  9. Abordagem radical à crise ambiental;
  10. E por uma real colaboração europeia.

O idealizador do Italexit

Profissional que construiu carreira na imprensa italiana, o jornalista Gianluigi Paragone fazia parte do M5S até o início deste ano, quando foi expulso do partido. Anteriormente, no entanto, ele havia sido eleito senador pela legenda em 2018. Agora, contudo, ele aparece sendo apoiado por Nigel Farage, um dos mentores do Brexit. E assim a Europa ganha mais um movimento separatista.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Esse é o caminho para a independência, soberania e prosperidade de qualquer Nação, se livrar das garras, regras e mandamentos de quem quer ver tudo unificado, i.e., do comunismo na prática sob camuflagem.
    A ONU perdeu sua razão de ser, resolveu concentrar um bando de pessoas que nada produzem para passar a ditar regras aos países a ela ligados.
    Isso nunca funcionou nem nunca funcionará no mundo real, é utopia de quem não entende a dinâmica da vida e/ou não consegue se adequar a ela.

  2. Em essência, está no caminho certo.
    O problema é que a Itália não é Inglaterra: moeda fraca e economia destruída.
    (Sem contar que deveria ter criado um “movimento” e não um partido político.)

  3. Acho excelente. Desde que a União europeia entrou tenho acompanhado. Aí os chineses se apoderaram da Itália. Tirando a soberania de seu próprio país. Concordo com a separação.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.