Justiça suspende decreto de Doria contra bares e restaurantes

Desembargador Renato Sartorelli atendeu a pedido da associação que representa bares e restaurantes em São Paulo (Abrasel-SP)
-Publicidade-
O governador de São Paulo, João Doria, que será alvo de protesto por defender a obrigatoriedade da aplicação de vacina contra a covid-19 | Foto: Divulgação/GESP
O governador de São Paulo, João Doria, que será alvo de protesto por defender a obrigatoriedade da aplicação de vacina contra a covid-19 | Foto: Divulgação/GESP | joão doria e vachina x protesto convocado pelo twitter

Desembargador Renato Sartorelli atendeu a pedido da associação que representa bares e restaurantes em São Paulo

joão doria e vachina x protesto convocado pelo twitter
Governador de São Paulo, João Doria, teve decreto suspenso pela Justiça | Foto: Divulgação/GESP

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) suspendeu parte de um decreto estadual assinado pelo governador João Doria (PSDB) que proibia a venda de bebidas alcoólicas no Estado após as 20 horas. A determinação do governo, que integra o Decreto 65.357/2020, expedido na sexta-feira 11, prevê lei seca no Estado à noite na tentativa de prevenir a propagação da covid-19.

-Publicidade-

Com a decisão, em caráter liminar, concedida na noite desta segunda-feira, 14, pelo desembargador Renato Sartorelli, fica autorizada a venda de álcool após as 20 horas em restaurantes e bares em todo o Estado.

Leia também: “Associações criticam aumento de restrições em São Paulo”

O desembargador atendeu a um pedido da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-SP), que alegou que o decreto do governo de São Paulo, além de não trazer explicitamente os motivos que levaram à proibição da venda de bebida alcoólica à noite, prejudica a livre-iniciativa e a livre concorrência, princípios expressos na Constituição brasileira.

Em nota, o governo de São Paulo disse que “a recomendação de suspender a venda de bebidas alcoólicas após as 20 horas foi adotada após médicos perceberem aumento da demanda de leitos de covid-19 por jovens e que “segue as recomendações de médicos e cientistas”.

Cabe recurso.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 comentários

  1. Como supostamente os médicos observaram um aumento de ocupação de leitos por jovens, o DitaDoria resolveu penalizar os donos de restaurante e bar, funcionários desses estabelecimentos que necessitam do emprego e também seus clientes, em grande parte mais velhos. Então, porque não proibiu supermercados, mercados, etc de vender bebidas alcoólicas após as 20 horas ? Os jovens costumam comprar bebidas para encontros em casa de amigos, em postos de combustíveis, em pancadões, etc. Que o DitaDoria é um oportunista, uma pessoa não confiável, não resta dúvida. Mas o desespero em agradar a turma do “fiqueemcasa”, de se colocar como o salvador de vidas e seguidor da ciência para viabilizar a sua candidatura à presidência da república está passando dos limites. Não é normal, nem para político.

    1. Concordo…”jovens co.oram bebidas para encontros “…
      Se doutor Doria for ate entorno da Av. Hebe Camargo (Morumbi) verá o que é aglomeração, desrespeito à TODOS seus Decretos!!! Brasilsilsillll 🇧🇷😢

  2. Num país que leva esse tipo de atitude a sério, esse vagabundo já teria sofrido um impeachment. Como estamos no Brasil, só aparecendo um louco varrido pra fazer o certo. Oremos.

    1. Novamente a conversa de ” ciencia”.o governo de São Paulo deve estar muito ruim de cientista.nenhuma fundamentação científica.mostre a análise científica disso. Insanidade este tipo de infericao. Está pandemia revelou muita coisa. Espero que os brasileiros tenham Boa memória nas próximas eleições.

      1. Ciência, ciência, ciência. Esse governador é uma piada.

  3. Um amigo me falou, então é verdade. Ao invés de um amigo você coloca um médico e está liberado para fazer qualquer arbitrariedade baseada em nada. Que estudo esses “médicos e cientistas” se basearam? Onde estão os dados que se beber aumentam as internações? Onde estão os dados do aumento das internações de jovens? Onde está a pesquisa que se a pessoa for mais cedo para casa diminui a chance de se contaminar? Onde estão os estudos que mesmo com distanciamento e capacidade reduzida, se os restaurantes ficarem depois das 22h aumenta a incidência de transmissão? Existem diversas perguntas e nenhuma resposta baseada em artigos científicos por esse ditador e sua “equipe médica”.

  4. Dória, parte da imprensa, do pessoal do Direito (STF) e dos políticos, não podem continuar dominando os destinos de uma nação de mais de 220 milhões de pessoas cuja grande parte entende os limites da COVID-19, bem como reconhece todas as centenas de milhares de técnicos que afirmam diferente do que esses querem empurrar goela abaixo.

    Fora isso, enorme parte de nós, também já conhece dezenas de pessoas que se curaram com providências tão logo surgidos os sintomas se utilizando dos com os medicamentos corretos, diferentemente do que eles, já junto ao perverso Mandetta, tentam nos fazer crer para manter a gravidade da doença, favorecer suas medidas restritivas a favor do terror, e induzir os mais frágeis intelectualmente ao uso indevido de uma vacina precoce e sem qualquer segurança ao ser humano!

    Dória deveria ser preso por botar seus interesses pessoais na frente dos do Brasil!

  5. Tentaram nos proibir de tomar hidroxicloroquina – remédio comprovadamente eficaz. Agora querem nos empurrar uma vacina que está gerando muitas dúvidas a respeito de sua qualidade.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site