Lava Jato chega a filho de ministro do STJ e se aproxima do Judiciário

Eduardo Martins teria recebido R$ 40 milhões indevidamente
-Publicidade-
Eduardo Martins teria sido contratado para influenciar ministros da corte
Eduardo Martins teria sido contratado para influenciar ministros da corte | Foto: Divulgação/Agência Brasil

Na operação deflagrada nesta quarta-feira, 9, que apura desvios de recursos envolvendo escritórios de advocacia, a Lava Jato do Rio de Janeiro garante que o advogado Eduardo Martins, filho do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, foi contratado por Orlando Diniz, para exercer influência em ministros da corte e obter decisões favoráveis à permanência dele à frente da Fecomércio do Rio. As provas contra o filho do ministro foram obtidas pela Polícia Federal através de documentos da Fecomércio e da delação premiada de Diniz.

Leia também: “Saiba quanto custa o Poder Judiciário”

-Publicidade-

De acordo com e-mails obtidos pela Lava Jato, a contratação de Eduardo Martins foi intermediada pelo advogado Cristiano Zanin (ele presta serviços ao ex-presidente Lula), que já atuava para Orlando. Por meio de sucessivos contratos, o escritório de Martins recebeu cerca de R$ 40 milhões da Fecomércio. Conforme a Justiça, os contratos não foram para prestar serviços advocatícios mas sim “a pretexto de influenciar atos praticados por magistrados do STJ”. Na época, Diniz estava afastado da presidência da Fecomércio e buscava uma liminar do STJ para voltar ao cargo.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site