Lava Jato: Toffoli derruba investigações contra Serra

Presidente do STF suspende inquéritos contra o senador do PSDB
-Publicidade-
José Serra: decisão favorável vinda do STF | Foto: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL
José Serra: decisão favorável vinda do STF | Foto: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL | lava jato - josé serra - dias toffoli - stf

Presidente do STF suspende inquéritos sobre o senador do PSDB

lava jato - josé serra - dias toffoli - stf
José Serra: decisão favorável vinda do STF | Foto: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL

Ex-governador de São Paulo e atual senador pelo PSDB, José Serra pode permanecer tranquilamente no spa em que está hospedado desde o início do mês no interior paulista. Isso porque o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu suspender duas investigações contra o político tucano.

-Publicidade-

Leia mais: “Aras afirma o que considera excessos da Lava Jato”

Conforme noticiado por Oeste, Serra se tornou alvo da Operação Lava Jato em dose dupla. No início do mês, ele foi denunciado pelo Ministério Público Federal. De acordo com procuradores, ele recebeu “pagamentos indevidos em troca de benefícios” durante a execução de obras do trecho sul do Rodoanel. O crime teria sido financiado pela Odebrecht e ocorrido em 2006 e 2007, quando o Estado de São Paulo era governado pelo hoje senador.

Posteriormente, mais uma operação mirou o tucano. Deflagrada na última semana, a ação em questão afirma que o membro do PSDB estaria no “topo da cadeia criminosa” no suposto esquema de caixa dois que teria movimentado cerca de R$ 5 milhões — de forma irregular — durante a campanha eleitoral de 2014, que o conduziu ao Senado Federal.

A decisão

Com o STF em recesso, o presidente da Corte tomou decisão em caráter monocrático. Toffoli sinalizou, entretanto, que o caso será logo mais analisado por Gilmar Mendes, relator do assunto. Mendes foi advogado-geral da União de 2000 a 2002, tendo sido nomeado ao cargo pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), que é do mesmo partido de José Serra, o PSDB.

Dessa forma, o STF acata o pedido protocolado na última semana pela defesa de Serra contra as ações da Lava Jato. De acordo com os advogados, o parlamentar tem direito ao chamado foro privilegiado. E, assim, só pode ser julgado pela Corte.

Essa foi a segunda decisão de Toffoli favorável a Serra no intervalo de uma semana. Anteriormente, o ministro já tinha impedido que agentes da Polícia Federal cumprissem mandado de busca e apreensão no gabinete do senador.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.