-Publicidade-

Lentidão da máquina pública causou saída de secretários, segundo Mourão

Para vice-presidente, Salim Mattar e Paulo Uebel se irritaram por não terem o dinamismo da iniciativa privada no governo.
Mourão credita saída de secretários à lentidão da máquina pública | Foto: V´later Campanato/Agência Brasil
Mourão credita saída de secretários à lentidão da máquina pública | Foto: V´later Campanato/Agência Brasil | hamilton mourão, paulo uebel, salim mattar, ministério da economia, governo federal, paulo guedes

Para vice-presidente, Salim Mattar e Paulo Uebel se irritaram por não terem o dinamismo da iniciativa privada no governo

hamilton mourão, paulo uebel, salim mattar, ministério da economia, governo federal, paulo guedes
Mourão credita saída de secretários à lentidão da máquina pública
Foto: Válter Campanato/Agência Brasil

Em entrevista à CNN Brasil nesta quarta-feira, 12, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou que a saída dos secretários Salim Mattar e Paulo Uebel do Ministério da Economia se deu por causa da lentidão da máquina pública.

“Julgo que, por serem gente da iniciativa privada, ficaram exasperados com a lentidão burocrática da administração pública”, avaliou Mourão. “Para vencer no Executivo, o cara tem que ter clareza, determinação e muita paciência”.

Ambos os secretários pediram demissão na noite de terça-feira, 11. Uebel alegou discordar da estratégia do governo de deixar a reforma administrativa para 2021.

Mattar reclamou do ritmo lento com que ocorrem as privatizações no governo.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês