Lewandowski engaveta ação contra Aziz por críticas a Bolsonaro

Senador chamou o presidente de 'agressor de mulheres'
-Publicidade-
Ministro Ricardo Lewandowski em sessão da 2ª Turma do STF | Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Ministro Ricardo Lewandowski em sessão da 2ª Turma do STF | Foto: Nelson Jr./SCO/STF | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski arquivou uma notícia-crime contra o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, senador Omar Aziz (PSD-AM), no domingo 3. A ação foi apresentada pelo vereador de Niterói Douglas Gomes (PTC). O parlamentar pediu a indiciação de Aziz por calúnia devido a ataques a Jair Bolsonaro.

Em 13 de julho, Aziz chamou Bolsonaro de “agressor de mulheres”. Atualmente, Aziz é investigado por supostos desvios na saúde de R$ 200 milhões entre 2010 e 2014, quando era governador do Amazonas. Há dois anos, a Polícia Federal prendeu a esposa de Aziz, além de três irmãos do parlamentar, três policiais militares e mais uma pessoa não identificada por suspeita de corrupção.

Leia também: “A insolência dos farsantes”, artigo de Augusto Nunes publicado na Edição 80 da Revista Oeste

-Publicidade-

Com informações do Antaganista

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Se ele engavetou, provavelmente é porque que seja verdade mesmo. É ou não é? Se o ofendido não se manifestou, é onde se aplica aquele manjado ditado: Quem cala, consente.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.