Líder do Novo critica Orçamento de 2021: ‘Populista’

Vinicius Poit alertou para uma 'possível pedalada fiscal no Orçamento' e reforçou que a proposta é 'irresponsabilidade fiscal'
-Publicidade-
Deputado Vinicius Poit | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Deputado Vinicius Poit | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O líder do Partido Novo na Câmara, deputado Vinicius Poit (SP), afirmou que o Orçamento de 2021, aprovado pelo Congresso na semana passada, é “impossível de executar”. Ele disse esperar que o presidente Jair Bolsonaro corrija o texto e vete alguns pontos da proposta.

Parlamentares do Novo e de outros partidos fizeram uma representação ao Tribunal de Contas da União (TCU). Eles afirmam que a proposta ignora o Ministério da Economia, que alertou para rombo no Orçamento e promove corte de R$ 26 bilhões em despesas primárias obrigatórias para possibilitar o aumento do montante concentrado nas mãos do relator.

-Publicidade-

Leia mais: “PayPal lança serviço de pagamento em criptmoeda nos Estados Unidos”

“É impossível de executar. Este Orçamento é fictício, é um Orçamento populista para fora, para a população, e para dentro, para agradar a uma base de deputados”, destacou o parlamentar em entrevista a Oeste nesta terça-feira, 30.

Poit chamou a atenção para uma “possível pedalada fiscal no Orçamento” e reforçou que a proposta é “irresponsabilidade fiscal”. Ele disse esperar que o TCU emita ainda nesta semana um parecer técnico alertando para as irregularidades.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.