Lira retorna a Brasília para conduzir votação da PEC da Imunidade

Vice-presidente da Câmara afirmou que tendência é votar a proposta em dois turnos ainda nesta sexta-feira
-Publicidade-
Presidente da Câmara, Arthur Lira
Presidente da Câmara, Arthur Lira | Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), decidiu voltar a Brasília nesta sexta-feira, 26, para conduzir pessoalmente a sessão que deve votar a proposta de emenda à Constituição (PEC) que trata da imunidade parlamentar. O projeto começou a ser analisado ontem, mas sem a presença de Lira, que estava em São Paulo.

A sessão, comandada pelo o vice-presidente da Casa, Marcelo Ramos (PL-AM), estendeu-se por toda a noite, mas o texto não foi votado. Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira, Ramos afirmou que a tendência é votar a proposta em dois turnos ainda hoje.

-Publicidade-

Leia mais: “Doria monta força-tarefa para endurecer fiscalização”

“Precisamos dar uma resposta a um fato excepcionalíssimo que aconteceu, que foi a prisão do deputado Daniel Silveira e a confirmação da Casa. Então, não era algo que se pudesse esperar porque não era uma situação de normalidade”, disse o parlamentar.

Críticas

Ramos rebateu as críticas de que a proposta poderia ser classificada como “PEC da Impunidade”. Para ele, essa leitura pode ser feita “por dificuldade de compreensão do texto ou por preocupação em ganhar likes na internet”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.