Lula tornou-se uma narrativa

Líderes convidam a população a ser coadjuvante de suas gloriosas histórias redentoras

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Foto: Divulgação/Ricardo Stuckert
Foto: Divulgação/Ricardo Stuckert | Foto: Divulgação/Ricardo Stuckert

Na Edição 134 da Revista Oeste, o jornalista Dagomir Marquezi discorre sobre como todos os seres humanos são dependentes de histórias desde pequenos. Conforme o colunista, boa história tem começo, meio e fim, e isso prende a atenção. Nesse sentido, Marquezi faz um comparativo e afirma que Lula (PT), candidato à Presidência, tornou-se uma narrativa.

De acordo com o jornalista, a narrativa pode ser usada como um instrumento de poder e manipulação quando distorce os fatos. Foi assim com o ditador alemão Adolf Hitler. Ele sabia do poder da narrativa quando lançou seu livro Mein Kampf, em 1925.

Esses líderes convidam a população a ser coadjuvante de suas gloriosas histórias redentoras — votando neles e lutando para que nunca mais deixem o poder —, segundo Marquezi.

-Publicidade-

Leia um trecho

“E aí chegamos ao senhor que nos assombra a cada eleição presidencial desde 1989. Não importa mais o que ele diz. Hoje Lula não é, como ele se julga, “uma ideia”. Tornou-se uma narrativa.

Ato 1 — Era uma vez um menino pobre de Pernambuco que se revoltava com a miséria e queria deixar seu país menos injusto. Para cumprir seu ideal, foi para São Bernardo, onde virou sindicalista e partiu para a carreira política, chegando à Presidência da República.

Ato 2 — Graças a ele, todos os pobres passaram a comer picanha, tomar cerveja, entrar em faculdades e viajar de avião. Surge o antagonista — as “elites brancas de olhos azuis”. Segundo essa narrativa, essas elites inventaram calúnias contra o grande líder popular, que foi perseguido, julgado e encarcerado. Sem Lula na disputa, a elite colocou no seu lugar um monstro genocida. Os mais poderosos juízes desse país (e “a ONU”) tiraram o mártir da cadeia, reconhecendo que ele era completamente inocente. Agora o herói de Garanhuns volta para matar o cruel dragão que ocupou ilegalmente o Castelo da Alvorada na sua ausência. Ele precisa libertar a princesa (o “povo pobre e preto”), que quer voltar a comer picanha e viajar de avião”.

Gostou? Dê uma olhada no conteúdo abaixo.

Revista Oeste

A Edição 134 da Revista Oeste vai além do artigo de Dagomir Marquezi. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de Augusto Nunes, Silvio Navarro, J.R Guzzo, Guilherme Fiuza, Ana Paula Henkel, Rodrigo Constantino, Edilson Salgueiro, Paula Leal, Cristyan Costa, Ubiratan Jorge Iorio, Theodore Dalrymple, Frase Myers, Bruno Meyer e Iara Lemos.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

17 comentários Ver comentários

  1. TUDO É FALSO MENTIROSO DUVIDOSO ROUBADO FRAUDULENTO CORRUPTO ASSALTADO ….
    LULA LADRÃO TEU LUGAR É NA PRISÃO VAGABUNDO CORRUPTO SAFADO LAAAADDDRRRAAAOOO!!

  2. O CARA TINHA UMA CADELA QUE SE CHAMAVA PICANHA ESSE CARA ERA VENEZUELANO E PARA MATAR SUA FOME ELE COMEU PICANHA,ENTENDERAM? ACHO QUE MEU DOG JÁ SABE, PORQUE ELE ME OLHA E COMEÇA A ROSNARO O BICHINO TÁ GORDINHO.
    LULA LADRÃO TEU LUGAR É NA PRISÃO VAGABUNDO CORRUPTO SAFADO LAAADDDRRRAAAOOO!

  3. Na versão tupiniquim da fábula do sapo e do escorpião, que termina quando o escorpião mata o sapo que lhe carregava nas costas para atravessar o rio, alegando ser sua “natureza” matar, temos o povo sendo o sapo e o sapo barbudo sendo o escorpião.

  4. O espécime foi uma criação dos dois feiticeiros de araque, Geisel e Golbery, para fazer frente ao Brizola. Pegaram um mané sindicalista, que durante o dia enganava a patota maldizendo os patrões e, à noite saboreava seu uisquinho com esses mesmos patrões, dando-lhes tapinhas na barriga (daí o vício!). O resultado foi um mané que introduziu em Banânia o “aparteid” do “nóis contra eles” e que vem torrando nosso saco desde então. Agora, só quando o capiroto nos fizer o obséquio de requisitar o espécime teremos alguma paz outra vez…

  5. Acho que dá para falar do PT. Os jornalistas deveriam fazer uma matéria ou comentar sobre os companheiros do Lula, j´condenados ou em vias de condenação. O PT é um partido mafioso. Tesoureiros, amantes, filiados, diretores de estarais, políticos, delatores, etc. O Geddel… O contador do PT, por exemplo que trabalha para o PCC. Ou o TSE também censurou falar do partido?

  6. Lula não é ideia, narrativa ou ficção. Lula é a encarnação do mal. Uma entidade com o poder de dominar qualquer mente que baixa a guarda… Lula é nossa Elizabeth Holmes.

  7. Pode até voltar, mas seu carcinoma voltará
    É só ver como demonstra fragilidade em seu estado físico
    No máximo 3 anos, para que o picolé de xuxu fique o que nunca conseguiu por méritos proprios

  8. Uma das maiores idiotices que ele falou no debate foi ” que o povo ia lhe dar a eleição de presente ”

    Um canditado a presidente é que deve dar o seu melhor empenho para o povo, dar sua honestidade e capacidade de presente para o povo, e não ao contrário.

    Ridículo o que o encantador de jegues fala…. ridículo ele ter sido tirado do presídio DURANTE o seu cumprimento de pena por CRIME RELACIONADO AO CARGO DE PRESIDENTE, para ser candidato de novo.

    Ridículo as forças armadas deixarem isso acontecer enquanto ficam com cara de paisagem nos quartéis.

    Pode um juiz do STF rasgar a constituição federal sem que nada lhe aconteça ?

    Que país de lerda é esse ? Onde estão os homens de verdade ?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.