Maduro cometeu crimes contra a humanidade, aponta missão da ONU

Relatório da ONU aponta que ditador venezuelano "ordenou ou contribuiu" para que assassinatos, torturas e outras violações dos direitos humanos acontecessem no país
-Publicidade-
O então chanceler da Venezuela, Nicolás Maduro, fala à imprensa brasileira depois de reunião com o então presidente Lula, em Brasília - 28/07/2010 | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O então chanceler da Venezuela, Nicolás Maduro, fala à imprensa brasileira depois de reunião com o então presidente Lula, em Brasília - 28/07/2010 | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Mais de 3 mil denúncias de transgressões humanitárias cometidas pelo regime socialista-chavista foram investigadas

maduro
O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

O ditador venezuelano Nicolás Maduro é pessoalmente responsável por crimes contra a humanidade. A conclusão é de uma missão especial da Organização das Nações Unidas (ONU). O documento emitido pela entidade aponta: desde 2014, o herdeiro de Hugo Chávez “ordenou ou contribuiu” para que assassinatos, torturas e outras violações dos direitos humanos acontecessem no país.

-Publicidade-

Leia também: Maduro amplia perseguição na Venezuela e protestos aumentam

O relatório com a denúncia foi divulgado nesta quinta-feira, 17, em nota emitida pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil. O documento foi elaborado pela Missão Internacional de Verificação de Fatos sobre a Venezuela, estabelecida em 2019 pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU com firme apoio do governo brasileiro. O grupo de trabalho se dedicou a mais de três mil relatos de transgressões humanitárias cometidas pelo regime socialista-chavista.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. O que vão dizer os defensores do regime de maduro? Então PT e partidos do foro de são Paulo? A ONU, que não é simpática à direita, atesta o que todo mundo já sabia. Foram tão gritantes as violações que até a ONU teve que se render aos fatos..Lula, deve ser excesso de democracia o que aconteceu ( e deve ainda acontecer) lá na Venezuela, não é mesmo?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.