Mais de R$ 400 bilhões já foram gastos no combate à pandemia

Dos mais de R$ 254 bilhões liberados para o auxílio emergencial, 83,8% já chegaram às pessoas em situação de vulnerabilidade
-Publicidade-

Dos mais de R$ 254 bilhões liberados para o auxílio emergencial, 83,8% já chegaram às pessoas em situação de vulnerabilidade

Palácio do Planalto
Congresso Nacional visto a partir do Palácio do Planalto | Foto: Cléber Medeiros/Senado Federal
-Publicidade-

Até agora, o governo federal já utilizou R$ 411,8 bilhões no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

O chamado “orçamento de guerra” acumulou até 22 de setembro quase R$ 591,9 bilhões em despesas autorizadas, segundo a Consultoria de Orçamento da Câmara dos Deputados.

Dos mais de R$ 254 bilhões liberados para pagamento do auxílio emergencial, 83,8% já chegaram às pessoas em situação de vulnerabilidade.

LEIA MAIS: BRASIL, UM PUGILISTA QUE NÃO VAI A NOCAUTE, nesta edição da Revista Oeste

A isenção dada aos beneficiários da tarifa social de energia elétrica entre abril e junho, consumiu todos os R$ 900 milhões alocados pelo governo. Com a MP, as famílias não precisaram pagar a conta de luz naquele período.

O auxílio financeiro aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios, no montante de quase R$ 60,2 bilhões, já foi praticamente todo transferido. A ideia é compensar os entes federativos por perdas econômicas em razão da pandemia.

No caso das medidas de apoio a micro, pequenas e médias empresas, com valor autorizado de R$ 47,9 bilhões, foram pagos 89,6%. O objetivo dessas ações é prover recursos para capital de giro e quitação de salários nessas firmas, que juntas são as que mais empregam no país.

De outro lado, três ações estão com a execução ainda zerada: o auxílio às instituições de longa permanência para idosos (R$ 160 milhões) e os incrementos na saúde para atividades de Atenção Básica (R$ 43 milhões) e de Média e Alta Complexidade (R$ 23 milhões).

Com informações da Agência Câmara

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site