Major Olímpio pede investigação de Doria por monitorar cidadãos

Pedido foi feito após o governador de São Paulo anunciar sistema que monitoria quarentena via telefone celular.
-Publicidade-
| Foto: GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO/FLICKR
| Foto: GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO/FLICKR

Pedido foi feito após o governador de São Paulo anunciar sistema que monitoria quarentena via telefone celular

Governador de São Paulo, João Doria | Foto: Governo do Estado de São Paulo
-Publicidade-

O governador de São Paulo, João Doria, apresentou nesta quinta-feira, 9, um sistema para monitorar pelo celular o isolamento durante quarentena, o senador Major Olímpio encaminhou ofício a autoridades paulistas pedindo investigação por atos de improbidade administrativa sobre o Sistema de Monitoramento Inteligente.

O ofício foi encaminhado para o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, deputado Kauê Macris, e o procurador-geral da Justiça, Gianpaolo Poggio.

“É um absurdo a tamanha prepotência, arrogância e senso ditatorial do governador em violar a intimidade, a vida privada e a própria liberdade dos cidadãos paulistas”, destacou o senador.

Em parceria com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM, foi criado um sistema que usa dados digitais para medir a adesão à quarentena em todo o Estado e também enviar mensagens de alerta para regiões com maior incidência da doença.

“Com 100% dos usuários de telefonia celular em São Paulo, nós podemos identificar os locais onde as pessoas estarão e onde houver concentração para analisar o percentual de isolamento e também ações de orientação e advertência, se necessário”, afirmou o governador.

Confira o ofício:

of 134 acrescimo rastreamento pessoas Denuncia Major Olimpio Contra Doria Crime de Responsabilidade

 

(colaborou Cristyan Costa)

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.