Manchete da ‘Folha de S. Paulo’ ‘é muito ruim e desinforma’, reclama secretário

Titular da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco Leal pontua inconsistências em reportagem publicada com destaque pelo jornal paulistano
-Publicidade-
Em vídeo, Bruno Bianco Leal contesta reportagem da Folha de S. Paulo | Foto: REPRODUÇÃO/TWITTER
Em vídeo, Bruno Bianco Leal contesta reportagem da Folha de S. Paulo | Foto: REPRODUÇÃO/TWITTER | Bruno Bianco Leal - folha de s. paulo - manchete

Titular da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco Leal pontua inconsistências em reportagem publicada com destaque pelo jornal paulistano

Bruno Bianco Leal - folha de s. paulo - manchete
Em vídeo, Bruno Bianco Leal contesta reportagem da Folha de S. Paulo | Foto: REPRODUÇÃO/TWITTER

“Irresponsável”, “inconcebível”, “muito ruim” e “fake news“. Essas foram algumas palavras direcionadas pelo secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco Leal, à manchete da versão impressa desta quarta-feira, 15, da Folha de S. Paulo. O jornal paulistano garante que o governo federal “autoriza recontratação de demitidos durante a pandemia com salário mais baixo”.

-Publicidade-

Leia mais: “Paulo Francis é chamado de ‘agressivo’ pela ombudsman da Folha

A última afirmação publicada pelo impresso irritou Bianco Leal. De acordo com o secretário do órgão vinculado ao Ministério da Economia, a Folha errou, pois a portaria publicada ontem permite a recontratação só poderá acontecer “nos mesmo termos do contrato anterior”. A única possibilidade da redução salarial ocorrer está prevista na Constituição Federal, que abre espaço para acordo ou convenção coletiva. Ou seja: não foi algo criado pela gestão do presidente Jair Bolsonaro.

“Uma manchete feita de má fé”

“A nossa equipe de comunicação conversou com a Folha de S. Paulo, mostrou a doutrina, mostrou a Constituição Federal, indicou profissionais para que a Folha de S. Paulo pudesse fazer uma matéria justa, uma matéria correta”, diz o secretário especial de Previdência e Trabalho. “No entanto, fomos sumariamente ignorados e também surpreendidos por essa manchete que, na minha ótica, não passa de fake news. Uma manchete feita de má fé”, prossegue Bianco Leal, conforme é possível ver em vídeo divulgado no Twitter.

A reportagem

Assinada por Bernardo Caram, a reportagem em questão foi publicada originalmente no site folha.com na tarde de terça-feira, 14, após a portaria mencionada por Bruno Bianco Leal se tornar pública. Apesar de garantir no título que é o governo quem permite recontratações com salários menores, a chamada registra que o corte só pode ocorrer mediante “negociação coletiva”, como pontua o secretário especial. No segundo parágrafo, o texto da Folha reforça que a diminuição de ganhos só é permitida “com autorização sindical”.

Em outro trecho da reportagem, a Folha de S. Paulo afirma que para validar a redução salarial “será necessária autorização por meio de acordo intermediado com um sindicato da categoria”, indo mais uma vez ao encontro do que o secretário pontuou. Mesmo assim, a equipe do jornal deixou no site e no impresso a informação de que quem permite reduzir salários é o governo federal.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site