MDB vai lançar pré-candidatura de Simone Tebet ao Planalto no dia 8

Nas eleições de 2018, o partido concorreu com o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, que obteve 1,2% dos votos
-Publicidade-
Senadora Simone Tebet | Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Senadora Simone Tebet | Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O MDB confirmou nesta quinta-feira, 2, que vai lançar a pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) para o Palácio do Planalto na próxima quarta-feira, 8.

Em outubro, o partido já havia sugerido nas redes sociais que indicaria a parlamentar para ser a candidata da legenda à Presidência da República.

-Publicidade-

O presidente do MDB, deputado Baleia Rossi, conseguiu costurar uma união interna em torno do nome da senadora. Tebet entra no grupo de candidatos que pretendem ser uma “terceira via” na disputa.

Nas eleições de 2018, o partido teve um candidato próprio: o ex-ministro da Fazenda e ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, que obteve 1,2% dos votos.

Simone Tebet ganhou evidência neste ano por sua atuação na CPI da Covid. Ela também disputou a presidência do Senado com Rodrigo Pacheco (PSD-MG), obtendo 21 votos. Pacheco teve 57.

Depois, a senadora se tornou líder da bancada feminina da Casa, que foi criada por Pacheco.

Tebet nasceu em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, tem 51 anos e está no primeiro mandato de senadora, tendo sido eleita em 2014.

Ela é formada em direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e tem mestrado em direito do Estado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Simone é filha de Ramez Tebet, que já foi presidente do Senado entre 20 de setembro de 2001 e 1º de fevereiro de 2003.

Além da senadora, outros nomes já se lançaram como pré-candidatos ao Palácio do Planalto, entre eles: o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o ex-juiz ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, que se filiou ao Podemos.

O presidente Jair Bolsonaro, que se filiou ao PL nesta semana, e o ex-presidente Lula, do PT, também devem concorrer ao Palácio do Planalto em 2022.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. ESSA CRIATURA SE DESTACOU NA CPI DA COVID CAUSANDO UMA PÉSSIMA IMAGEM.
    A TAL LÍDER DA BANCADA FEMININA NÃO TEVE A DECÊNCIA DE DEFENDER MÉDICAS
    QUE FORAM MALTRATADAS POR ALGUNS DOS CAVALOS QUE ALI ESTAVAM, TODOS EMPENHADOS EM FAZER APENAS PALANQUE ELEITORAL. O BRASIL VIU!!!

  2. Afinal, quem é essa senhora na fila do pão? Talvez seja conhecida naquelas profundezas do Pantanal e olhe lá. Essa candidatura tem o objetivo apenas de faturar uma grana do fundo partidário. Só isso.

    1. Excelente pergunta, xará. Provavelmente vai ter os votos da mãe, de alguns filhos e só. Coitada. Se o Meirelles teve 1,2%, ela deve ter traço de votos. Que se f0d@.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.