Michelle Bolsonaro rebate críticas por ter tomado vacina nos EUA e elogia o SUS

Segundo Planalto, ela aceitou a oferta de um médico pois já pensava em receber o imunizante
-Publicidade-
Primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro | Foto: Carolina Antunes/PR
Primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro | Foto: Carolina Antunes/PR

Depois que a primeira-dama Michelle Bolsonaro sofreu críticas por ter se vacinado nos Estados Unidos, o Palácio do Planalto soltou uma nota informando Michelle já pensava em receber o imunizante e resolveu aceitar a sugestão feita por um médico enquanto realizava o teste PCR para embarcar de volta ao Brasil. “A primeira-dama reitera a sua admiração e respeito ao sistema de saúde brasileiro, em especial, aos profissionais da área que se dedicam, incansavelmente, ao cuidado da saúde do povo”, afirma a nota.

Leia mais: “Queiroga anuncia dose de reforço para profissionais de saúde”

Na live de quinta-feira 23, o presidente já havia indicado que a primeira-dama tinha se vacinado. “Me perguntou se ‘tomo ou não a vacina?’. Veio conversar comigo. Sabe como é que é esposa, sabe como é. Tomo ou não? Dei minha opinião”, afirmou o presidente. “Vou dizer o que ela fez: tomou a vacina. É maior de idade, tem 39 anos. Tomou a vacina. Se for para vacinar a Laura, de 10 anos, vamos decidir”.

-Publicidade-

Bolsonaro voltou a falar sobre o assunto em entrevista à revista Veja: “Tomar vacina é uma decisão pessoal. Minha mulher, por exemplo, decidiu tomar nos Estados Unidos. Eu não tomei”.

Nota na íntegra

“A Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) informa que a Primeira-Dama, senhora Michelle Bolsonaro, integrante da Comitiva Presidencial à Nova Iorque (EUA), deslocou-se àquele país para acompanhar o senhor Presidente da República nas agendas oficiais, bem como para cumprir uma agenda, sobre doenças raras, na Missão do Brasil na Organização das Nações Unidas. Antes de retornar ao país, submeteu-se ao teste de PCR, obrigatório para autorização de embarque e, durante a realização da testagem, a Primeira-Dama foi indagada pelo médico se ela gostaria de aproveitar a oportunidade para ser vacinada. Como já pensava em receber o imunizante, resolveu aceitar. A Primeira-Dama reitera a sua admiração e respeito ao sistema de saúde brasileiro, em especial, aos profissionais da área que se dedicam, incansavelmente, ao cuidado da saúde do povo.”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.