Ministério Público recorre contra absolvição de Arthur Lira

Deputado federal pelo PP de Alagoas é candidato à presidência da Câmara
-Publicidade-
Arthur Lira volta a ficar na mira do Ministério Público | Foto: Luís Macedo/Agência Câmara
Arthur Lira volta a ficar na mira do Ministério Público | Foto: Luís Macedo/Agência Câmara | arthur lira x ministério público de alagoas

Deputado federal pelo PP de Alagoas é candidato à presidência da Câmara dos Deputados

arthur lira x ministério público de alagoas
Arthur Lira volta a ficar na mira do Ministério Público | Foto: Luís Macedo/Agência Câmara

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE-AL) recorreu da decisão judicial que absolveu o hoje deputado federal Arthur Lira (PP-AL) em supostos casos de “rachadinha” quando ainda era parlamentar em âmbito estadual. O órgão anunciou na última quinta-feira, 17, ter ingressado nova medida junto ao Poder Judiciário contra o político.

-Publicidade-

Leia mais: “A matemática fantasiosa dos votos na eleição da Câmara dos Deputados”

Ao avisar que recorreu da decisão que absolveu o integrante do Progressistas, o MPE-AL insiste na acusação contra Lira pelos crimes de crimes de peculato e lavagem de dinheiro. A denúncia original dos procuradores acusava o congressista de ter sido beneficiário de R$ 1 milhão a partir de repasses feitos pelos assessores parlamentares quando Lira era deputado estadual.

A nova ação contra Lira é fruto do trabalho de sete membros do Ministério Público. Colocando-se como “irresignados” diante da decisão que absolveu o político, os promotores de Justiça criminais Neide Maria Camelo da Silva, Marluce Falcão de Oliveira, Elicio Ângelo de Amorim Murta e Anderson Cláudio de Almeida Barbosa foram responsáveis pela proposta. Além deles, a ação é  assinada pelo promotor da Fazenda Pública Estadual Jamyl Gonçalves Barbosa e pelo coordenador do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público do MPE-AL, José Carlos Silva Castro

Hoje deputado federal, líder do Centrão e candidato à presidência da Câmara dos Deputados, Arthur Lira nega as acusações.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro