Revista Oeste - Eleições 2022

Ministra do TSE rejeita ação do PL contra PT

Partido de Jair Bolsonaro questiona evento do Psol em apoio a Lula
-Publicidade-
Evento do Psol foi questionado pelo PL no TSE | Foto: Ricardo Stuckert / Divulgação
Evento do Psol foi questionado pelo PL no TSE | Foto: Ricardo Stuckert / Divulgação

A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Maria Claudia Bucchianeri rejeitou nesta segunda-feira, 20, uma ação do PL contra o PT por suposta propaganda eleitoral antecipada. A magistrada não julgou o mérito por falhas processuais na inicial da ação, informou o portal O Antagonista.

De acordo com o pedido do PL, partido do presidente da República, Jair Bolsonaro, o evento “Psol com Lula 2022”, realizado em abril deste ano, foi um evento com propaganda que beneficiou o petista. No encontro, o Psol formalizou apoio à pré-candidatura de Lula ao Palácio do Planalto na eleição de outubro deste ano.

“O Partido Liberal (PL) não indicou nem os eventuais responsáveis pelos atos que ele próprio questionou e nem mesmo o pré-candidato supostamente beneficiário, limitando-se a apontar, como representado, apenas o Partido dos Trabalhadores (PT), que não foi o organizador do evento alegadamente irregular e que não teve qualquer participação na narrativa fática construída na petição inicial”, afirmou a ministra.

-Publicidade-

Pelo calendário eleitoral, divulgado pelo TSE, a campanha nas eleições 2022 começa no dia 16 de agosto. Na data, partidos e candidatos poderão realizar comícios, distribuir material gráfico, propagandas nas ruas ou na internet.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Diante da decisão da eminente juíza, chega- se a conclusão: o PL não apontou quem foi o patrocinador. Mas ela garante que o PT nem o seu pre- candidato não tem nada a ver com isso. Pois. Vai vendo. E o MPE, nada?

  2. Esses advogados do PL são muito fracos não se sabe por serem incompetentes ou por estarem jogando contra o PR JB. Todas ações protocolada por eles tiveram problemas, foram rejeitadas exatamente por falhas técnicas no ponto em que eles deveriam indicar os atos e os atores das violações, crimes eleitorais. São péssimos advogados. Ou são armadores porque são trapalhões ou estão atuando de má-fé contra o PR JB, conhecido popularmente como FOGO AMIGO. O PR JB tem que exigir que sua advogada seja responsável pela parte jurídica da campanha dele dispensando os trapalhões ditos advogados do PL…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.