Moraes autoriza saída de Roberto Jefferson para exames em hospital

Segundo a médica particular, ele apresenta sintomas de início de trombose e precisa fazer exames em unidade hospitalar adequada
-Publicidade-
Ex-deputado Roberto Jefferson | Foto: Reprodução/TV PTB
Ex-deputado Roberto Jefferson | Foto: Reprodução/TV PTB

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes autorizou nesta terça-feira, 18, a saída imediata e temporária do ex-deputado Roberto Jefferson da prisão para a realização de exames no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro.

O magistrado atendeu a um pedido da defesa de Jefferson, que cobrava a transferência dele para o hospital, “sob pena de agravamento irreversível de seu estado de saúde, que poderá resultar em risco de morte”.

-Publicidade-

Segundo a decisão, Jefferson deverá ser acompanhado por escolta e retornar ao estabelecimento prisional após a realização dos exames, apontados como necessários por sua médica particular.

Moras determinou ainda que, durante os procedimentos, é permitido contato somente com a equipe médica e de enfermagem.

O ministro também pediu que a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Estado do Rio de Janeiro informe se o hospital penitenciário tem capacidade de tratar Roberto Jefferson.

Recentemente, o sistema penitenciário estadual havia informado ter condições de realizar o tratamento. Mas, em nova petição, a defesa de Jefferson requereu sua transferência para o Hospital Samaritano.

Segundo a médica particular, ele apresenta sintomas de início de trombose, circunstância que exige a realização de exames em unidade hospitalar adequada.

Ontem, Oeste noticiou que a esposa de Roberto Jefferson, Ana Lúcia, pediu que seu marido fosse transferido para o hospital. “Acabei de receber uma ligação da médica informando que o D-dímero dele está altíssimo”, disse. “Ele não pode ficar naquele presídio. Ele está correndo risco de vida.”

O D-dímero é um exame médico. A sua dosagem é utilizada como auxiliar no diagnóstico ou para afastar a hipótese de doenças ou quadros trombóticos, que é a produção de coágulo no sangue das pessoas.

Jefferson está preso desde 13 de agosto do ano passado. A ordem foi dada dentro do chamado “inquérito da milícia digital”, que é uma continuidade da investigação que apura supostos atos antidemocráticos.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Vergonhoso e triste vermos o nosso país sob ditadura arrogante e prepotente de um ditador vingativo e sanguinário aestuprar como quer as leis .. infelizmente o único macho em Brasília está menstruado .. até quando tanta podridão? viramos lixo?

  2. Gente porque tanto rancor do Ministro Alexandre de Moraes com uma pessoa enferma e sem forças para lutar em igualdade de condições com ele.
    Qualquer semelhança com os personagens do livro “Os Miseraveis” de Victor Hugo, Promotor Maret e o perseguido Jean Valejan, não é mera coincidência

  3. Tudo o que já foi dito e debatido sobre esse episódio já foi feito e nada, absolutamente nada se alterou. Agora fica a dúvida, o que na realidade o nosso Bob Jeff fez para chegar a uma situação dessa? Ele conspirou contra o país? Com a estabilidade democrática? O que ele fez de grave a não ser aquelas pitorescas entrevistas para diversos canais de youtubers e de TV? Será que o buraco é bem mais embaixo?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.