-Publicidade-

Mourão defende Huawei: ‘Se banirmos, as operadoras serão prejudicadas’

Estatal chinesa é acusada de espionagem; EUA, França e Reino Unido já baniram a empresa de tecnologia
O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e o presidente da China, Xi Jinping | Foto: ADNILTON FARIAS/AGÊNCIA BRASIL
O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e o presidente da China, Xi Jinping | Foto: ADNILTON FARIAS/AGÊNCIA BRASIL | O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e o presidente da China, Xi Jinping | Foto: ADNILTON FARIAS/AGÊNCIA BRASIL

Estatal chinesa é acusada de espionagem; EUA, França e Reino Unido já baniram a empresa de tecnologia

mourão
O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e o presidente da China, Xi Jinping
Foto: ADNILTON FARIAS/AGÊNCIA BRASIL

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, defendeu na segunda-feira 3 a participação da estatal chinesa Huawei no processo de licitação para construir a rede de internet 5G no Brasil. Além disso, o general argumentou que a empresa está bem posicionada para essa tarefa. “Tem capacidade acima de seus concorrentes. E, ainda, não vemos empresas norte-americanas capazes de derrotar a concorrência internacional”, declarou Mourão durante uma videoconferência com correspondentes estrangeiros em São Paulo. Oeste noticiou que a Huawei é suspeita de espionagem.

Leia também: “Embaixador alerta para debandada de empresas se Brasil aceitar Huawei”

Segundo Mourão, a estatal chinesa já está presente no Brasil, como fornecedora de mais de um terço da rede 4G usada por operadoras que utilizam equipamentos da companhia. “Nossa legislação sobre a participação em uma oferta é clara: ninguém pode ser proibido”, afirmou, ao acrescentar que a única coisa que a empresa tem de fazer é “demonstrar, portanto, sua transparência em conformidade com as regras que serão estabelecidas” para o processo. Contudo, há dias, o governo Trump vem alertando líderes mundiais de que a Huawei rouba informações dos clientes. Reino Unido e França já decidiram banir a estatal.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês