-Publicidade-

Mourão defende ‘princípio da antiguidade’ para escolha de novo comando das Forças Armadas

Vice-presidente elogiou o general Braga Netto, novo ministro da Defesa, e lembrou que Jair Bolsonaro tem a prerrogativa de trocar comandantes militares
O vice-presidente Hamilton Mourão comentou a saída dos comandantes das Forças Armadas
O vice-presidente Hamilton Mourão comentou a saída dos comandantes das Forças Armadas | Foto: Myke Sena/Anba

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta quarta-feira, 31, que a escolha dos novos comandantes das Forças Armadas deve ser baseada no “princípio da antiguidade”. Na terça-feira 30, os chefes do Exército (Edson Pujol), da Marinha (Ilques Barbosa) e da Aeronáutica (Antonio Carlos Moretti Bermudez) deixaram seu posto — um dia depois da demissão do então ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

Leia mais: “‘Não há movimentos golpistas’, diz fonte do Estado-Maior”

“Julgo que a escolha tem que ser feita dentro do princípio da antiguidade. Até porque foi uma substituição que não era prevista”, disse Mourão aos jornalistas nesta manhã, ao chegar ao Palácio do Planalto. “Quando é uma substituição prevista, é algo distinto. Então, se escolhe dentro da antiguidade e segue o baile”, completou.

Leia mais: “‘Esse fetiche da imprensa por golpe é absurdo’, diz Ana Paula Henkel”

O vice-presidente elogiou o ex-ministro Azevedo e Silva e também o novo ocupante da Pasta da Defesa, o general Braga Netto, que estava na Casa Civil, e minimizou a troca no comando das Forças. “Essa aí foi um mudança mais abrupta, mas está dentro do previsto. Comandantes não têm mandato. Por exemplo, quando eu era coronel, fui nomeado comandante de uma unidade, e o meu mandato era de dois anos. Se fosse interrompido antes, é porque tinha havido um problema comigo. Comandantes não têm mandato, podem ser substituídos a qualquer momento”, afirmou Mourão. “O presidente tem a prerrogativa de mudar ministro e comandante de Força. Não é problema isso aí. Qualquer um que for assumir o comando das Forças vai manter a mesma forma de atuar.”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.