MPF: desembargadora é denunciada junto com os filhos por venda de sentenças

Grupo liderado pela magistrada responde por organização criminosa
-Publicidade-
A desembargadora Lígia Maria Ramos Cunha Lima
A desembargadora Lígia Maria Ramos Cunha Lima | Foto: Tribunal de Justiça da Bahia

Lígia Maria Ramos Cunha Lima, desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia, seus filhos Arthur e Rui Barata, e três advogados foram denunciados pelo Ministério Público Federal no sábado 2 por organização criminosa. O grupo é acusado de participar de um esquema que vendia sentenças judiciais liderado pela magistrada — em uma das ações alvo de negociatas, a juíza teria recebido R$ 300 mil para garantir a um fazendeiro a posse sobre um terreno no interior do Estado.Quatro dias antes, o TJ-BA denunciou outra desembargadora baiana, Ilona Reis, por também vender decisões judiciais. As duas magistradas estão presas em caráter preventivo desde 14 de dezembro e são investigadas no âmbito da Operação Faroeste.

Leia também: “Na Bahia, STJ pede a prisão de duas desembargadoras”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Estamos vivendo um Estado Criminoso de Direito, implantado pelo STF, vergonha Nacional,
    Os juízes viraram bandidos a muito tempo, os advogados são seus comparsas, o povo não tem mais referência de justiça e moral.
    Este é o Brasil do Futuro que eles tanto falam.
    Corrupção acima de tudo e o STF acima de todos. LIXOS HUMANOS.

  2. Venda de sentenças por juízes, desembargadores e ministros, finalmente sendo trazidos à tona. São novos tempos, mesmo. Só espero que sejam devidamente punidos, e seus nomes fiquem na lama pra sempre

  3. Se for a funda, não escapa um, TJ de cada estado, STJ e STF. Todos com certeza possuem magistrados que vendem sentenças em coluio com advogados bandidos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.