Na Guiana, Bolsonaro destaca potencial de parcerias entre os dois países

'Meu estilo com o do presidente da Guiana são muito parecidos, nós queremos é objetividade', disse
-Publicidade-
Presidente da Guiana, Mohamed Irfaan Ali, e presidente do Brasil, Jair Bolsonaro | Foto: Reprodução/TV Brasil
Presidente da Guiana, Mohamed Irfaan Ali, e presidente do Brasil, Jair Bolsonaro | Foto: Reprodução/TV Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PL) está na Guiana, onde cumpre uma série de compromissos bilaterais. Depois de um encontro reservado com o presidente do país, Mohamed Irfaan Ali, os dois deram uma declaração conjunta à imprensa. Na ocasião, o brasileiro enumerou as áreas em que os dois países podem ampliar parcerias.

Inicialmente, a viagem seria em janeiro, na mesma ocasião em que o presidente da República visitou o Suriname, mas o presidente cancelou a continuidade da agenda para ir ao enterro de sua mãe, Olinda Bolsonaro, que morreu, aos 94 anos, no interior de São Paulo.

-Publicidade-

“Foi uma reunião bastante produtiva, o meu estilo com o do presidente da Guiana são muito parecidos, nós queremos é objetividade, criar logo o grupo de trabalho e as soluções começarem a aparecer”, declarou Bolsonaro.

“O que muito nos interessa para darmos realmente o pontapé inicial são os acordos de infraestrutura, para isso trouxemos o nosso ministro desta pasta, bem como o nosso governador de Roraima”, declarou.

O presidente continuou: “Na questão de óleo e gás, temos um gigante brasileiro chamada Petrobras, que cada vez mais se torna uma realidade para cooperar com a Guiana, trouxemos para tal o nosso ministro de Minas e Energia, que debateu o assunto com muita profundidade.”

Segundo Bolsonaro, na conversa com Mohamed Irfaan Ali, eles falaram em relação à agricultura. “Falamos que o Brasil, em poucos anos, se tornará mais do que autossuficiente, passará a exportar trigo para o mundo, inclusive com cultivo aqui no Estado vizinho de Roraima.”

“A Guiana tem um grande futuro pela frente, em especial pelo seu potencial de óleo e gás, bem como da maneira como o seu governo se relaciona com o nosso Brasil. Somos parceiros, tenho certeza que brevemente frutos serão colhidos dessa nossa passagem por aqui”, finalizou.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.