Na volta aos trabalhos do STF, Fux fala em vacina, racionalidade e obscurantismo

Presidente do Supremo discursou na abertura do Ano do Judiciário de 2021
-Publicidade-
Luiz Fux é o presidente do STF
Luiz Fux é o presidente do STF | Foto: Nelson Jr./STF

Fim do recesso do Poder Judiciário e retomada de pronunciamentos de magistrados. Em sessão que marcou o início do ano do Judiciário de 2021 no Brasil, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, discursou. E foi além de falar sobre ações do tribunal. O ministro aproveitou para fazer análise sobre o momento da pandemia no país.

Leia mais: “Deputado é condenado a indenizar ministro do STF”

O presidente do STF demonstrou entusiasmo com a presença de imunizantes contra a covid-19. “Não tenho dúvidas de que a ciência, que agora conta com a tão almejada vacina, vencerá o vírus”, afirmou Fux. Nesse sentido, não citou nomes, mas criticou quem, segundo ele, não valoriza dados científicos. “A racionalidade vencerá o obscurantismo”, declarou.

-Publicidade-

Ainda sobre o combate ao coronavírus, Fux elogiou o trabalho realizado pelo próprio STF no decorrer do ano passado. “Privilegiamos na pauta casos de direta repercussão para o enfrentamento da pandemia, adaptando a agenda de julgamento da Corte para pacificarmos conflitos urgentes e garantirmos um mínimo de segurança jurídica e coordenação social nesse caos insondável”, analisou o magistrado, que pediu um minuto de silêncio em memória às vítimas da covid-19 no Brasil.

Planos para 2021

A respeito do STF em si, Luiz Fux aproveitou a sessão inaugural do ano para prometer a completa digitalização da Corte. De acordo com informações divulgadas no site do próprio Supremo, o objetivo é fazer com que o cidadão possa escolher que  a tramitação de determinado processo ocorra de modo integralmente digital. O presidente do STF falou em organizar a “primeira Corte constitucional 100% digital.”

A sessão do STF que marcou o início do Ano do Judiciário de 2021 contou com presença de autoridades de outros Poderes. Foram os casos, por exemplo, do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do ainda presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Prestes a deixar o comando da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) não compareceu à sede do STF.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site