‘Não vou admitir um sistema fraudável’, afirma Bolsonaro sobre 2022

Declaração foi proferida durante live realizada nesta quinta-feira, 1º de julho
-Publicidade-
Jair Bolsonaro é a favor do voto auditável
Jair Bolsonaro é a favor do voto auditável | Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro participou nesta quinta-feira, 1º de julho, da tradicional live realizada no YouTube. Durante a conversa com os internautas, o chefe do Executivo federal falou sobre pedido impeachment, relação entre Câmara dos Deputados e governo federal, criação de empregos e voto auditável.

Impeachment

Partidos políticos, parlamentares e movimentos sociais protocolaram ontem, quarta-feira 30, pedido de impeachment de Bolsonaro — o documento tem 45 signatários. Segundo o presidente, a iniciativa é liderada por pessoas desocupadas. “Falta trazer as acusações contra mim”, criticou. “Acusam-me de genocida, de não usar máscara, de participar de ‘motociata’. São pessoas que não tem nada para fazer, apenas atrapalhar a vida de quem produz.”

-Publicidade-

Apoio da Câmara dos Deputados

De acordo com o chefe do Executivo federal, a Câmara dos Deputados mantém relação saudável com o Planalto. “Deixo claro: a maioria do Parlamento está perfeitamente sintonizada [com o governo federal]”, afirmou. “Os deputados me apoiam, e eu também os apoio. Temos o mesmo interesse.”

Criação de empregos

Segundo Bolsonaro, o atual governo contribuiu para a criação de novos postos de trabalho, apesar da pandemia do novo coronavírus. “Na gestão de Dilma Rousseff, de janeiro a maio de 2015, cerca de 243 mil pessoas ficaram sem emprego”, explicou. “Em 2016, outras 448 mil ficaram desempregadas. Com Michel Temer, em 2017, 48 mil empregos foram gerados. Em 2018, 381 mil pessoas encontraram emprego. Em 2019, no início de nosso governo, foram gerados 351 mil postos de trabalho. Em 2020, o desemprego atingiu 1,1 milhão de pessoas.”

O presidente da República afirma que a queda no número de trabalhadores em atividade registrada em 2020 é consequência das medidas restritivas, impostas por governadores e prefeitos, que proibiram o funcionamento do comércio. “Alguns prefeitos disseram que fecharam os estabelecimentos para não ser acusados de omissão”, disse. “Eu não fechei um boteco de esquina sequer; não destruí o emprego de ninguém.”

Voto auditável

Conforme o chefe do Executivo federal, o governo apresentou ao Congresso uma proposta para melhorar o sistema de voto nas eleições, com o objetivo de evitar desconfianças sobre o resultado dos pleitos. “Não vou admitir um sistema fraudável”, asseverou Bolsonaro. “Não quero criar problemas para os milhões de brasileiros que irão às urnas no ano que vem.”

O presidente afirma que a urna eletrônica de primeira geração, atualmente utilizada no Brasil, não é aceita em países avançados. “O Japão não aceita; a Coreia do Sul também não aceita”, lembrou. “Estão querendo impor a urna eletrônica, goela abaixo, para fazer voltar ao governo a quadrilha que nos comandou”, criticou Bolsonaro, sem mencionar o PT.

Leia também: “Contra o voto auditável, líderes partidários se reúnem com ministros do STF”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

18 comentários

    1. Esse congresso constituído de pessoas e não de políticos na real acepção da palavra moral e ética, deveria levar a CPI de encontro à atuação do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL no combate a COVID19, senão vejamos:
      .Primeiro ponto, STF usurpando e indo frontalmente contra a constituição resolveu delegar a Governadores e Prefeitos, total autonomia para combater a pandemia, inclusive com restrições á liberdade, constando essa decisão nos anais daquela corte datada de 15 de Abril de 2020, decisão amparada por 09 dos 11 ministros.
      .Segundo ponto, com essa decisão O MESMO TRIBUNAL, PROIBIU, DIGO PROIBIR, governo federal de qualquer ingerência no combate a pandemia, somente podendo entrar com a responsabilidade de fornecer dinheiro para os governadores e prefeitos;
      .Terceiro ponto, foram bilhões e não milhões remetidos pelo governo federal a governadores e prefeitos, como sempre gosto de ”matar a cobra e mostrar o pau”, basta ir no portal da transparência do senado para constatar a veracidade do que está sendo dito.
      Finalmente, pergunto, qual o interesse dessa CPI de não convocar os verdadeiros genocidas, precisamente STF, GOVERNADORES e PREFEITOS?

  1. Quando a coisa complicar é só chamar o poder moderador das armas pra harmonizar os poderes. Bolsonaro faz um alerta bem claro e só não entende quem não quer. Aqui é uma democracia presidencialista!

    1. Uma solução para implantar o voto auditável já nas eleições de 2022 consiste em criar um documento eletrônico para cada voto, com a assinatura digital da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil). Milhões de notas fiscais eletrônicas são emitidas com a validade legal garantida pela ICP-Brasil. Um instrumento confiável para viabilizar a auditoria dos resultados é tão importante para a democracia quanto o conteúdo do voto de cada eleitor.

  2. Uma solução para implantar o voto auditável já nas eleições de 2022 consiste em criar um documento eletrônico para cada voto, com a assinatura digital da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil). Milhões de notas fiscais eletrônicas são emitidas com a validade legal garantida pela ICP-Brasil. Um instrumento confiável para viabilizar a auditoria dos resultados é tão importante para a democracia quanto o conteúdo do voto de cada eleitor.

    1. E utilizar o telefone móvel da pessoa para enviar o votoe para a hybrid cloud, que, instantâneamente geraria todos os relatórios automáticamente e verificaria se houve mudanças de tendência abruptas durante o horário de votação. Isso impediria armação de uso. VotoE parece propaganda da oEste…

  3. Além do voto auditável, mostra-se imperativo segregar as funções centralizadas no TSE e, assim, trazer governança de gestão ao sistema eleitoral. Quem realiza eleições não pode, também, desenvolver software, certificar equipamentos e programas, auditar os resultados e julgar eventuais desvios nas atividades. A segregação requer processos independentes do TSE para a certificação dos equipamentos e programas utilizados e a auditoria dos resultados da eleição após a votação.

  4. O documento eletrônico auditável para cada voto (Voto-e) oferece uma solução simples, de custo muito baixo e com implantação possível em todas as urnas já para as eleições do ano que vem. O sistema eleitoral teria um instrumento eficaz para contagem e recontagem dos votos e para realizar a apuração pública e descentralizada nos estados.

  5. O problema seu, Sr. Presidente, é que você fala demais, e age pouco, ou nada. Estou perdendo, a confiança em você, embora tenha lhe dado meu voto. Cão que ladra não morde.

  6. O caminho para fraude eleger Lula está todo pavimentado. Basta observar o conluio de juízes do Supremo com chefes de partidos políticos para boicotar o voto impresso . Não há outra justificativa para mantermos uma urna eletrônica anacrônica quando há alternativas disponíveis. O petistas do STF nem escondem mais o apoio a Lula: modificaram o entendimento da prisão em segunda instância, anularam as condenações e estão boicotando o governo federal de forma escancarada! Se o povo vacilar, vão levar na fraude igual fizeram ano passado no EUA onde até morto votou!

  7. Quem tem medo de TRANSPARÊNCIA ? Quem não quer o voto AUDITÁVEL? Porque reuniram a “corja” para boicotar a verdadeira conferência dos votos? FRAUDE a vista senhores, com certeza! O PR tem razão, e avisou, TEREMOS “”PROBLEMAS”” nas eleições…

  8. PRESIDENTE CONCORDO CONTIGO !!!!
    VEJA O STF JÁ SOLTOU UM LADRÃO PARA PARTICIPAR DA ELEIÇÃO !!!!
    COMO PODE SOMENTE NO BRASIL LADRÃO SER PRESIDENTE !!!!!
    CONVOQUEM O MARGINAIS DOS MORROS CARIOCAS POIS ELES SABEM GOVERNAR !!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site