Nova ‘força’ da política, Psol só conquista 4 prefeituras

Partido segue nanico no Poder Executivo municipal
-Publicidade-
Foto: Divulgação/Psol
Foto: Divulgação/Psol | psol - prefeituras

Partido segue nanico no Poder Executivo municipal

psol - prefeituras
Foto: Divulgação/PSol
-Publicidade-

“Ganha força”, “mais relevante”, “fenômeno”. Esses foram alguns dos termos usados por analistas e veículos de comunicação em referência ao Partido Socialismo e Liberdade, o Psol. Nas urnas, no entanto, a legenda segue longe de ser potência. No primeiro turno, realizado no último domingo, 15 de novembro, a sigla só conquistou quatro prefeituras.

Leia mais: “Bolsonaro: ‘Esquerda sofreu uma histórica derrota’”

O Psol saiu do pleito vitorioso em Marabá Paulista (SP), Potengi (CE), Ribas do Rio Pardo (MS) e Janduís (RN) — municípios longe de ser potências econômicas e populacionais. As cidades com prefeitura conquistada pelos socialistas têm população estimada em 6 mil, 11 mil, 25 mil e 5 mil habitantes, respectivamente. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mesmo assim, a direção do partido de esquerda fez questão de registrar o fator “histórico” nas eleições. Afinal, pela primeira vez desde sua fundação — feita a partir de dissidentes do PT —, o Psol terá a oportunidade de administrar ao menos uma cidade nos Estados de São Paulo, Ceará e Mato Grosso do Sul.

Em Janduís, o Psol vai comandar o Executivo (pela segunda vez consecutiva) e o Legislativo. Além de eleger Salomão Gurgel como prefeito (ele já havia comandado a cidade quando pertencia ao PT), o partido socialista contará com seis dos nove vereadores. “Vitória retumbante”, definiu a direção da sigla sobre o pleito da cidade potiguar, onde o processo eleitoral foi marcado por um crime. Em abril, o pré-candidato do partido à prefeitura, Netinho, foi assassinado.

Segundo turno

Além das quatro prefeituras conquistadas no primeiro turno, o Psol pode terminar as eleições 2020 com o total de seis prefeitos eleitos. A sigla socialista segue na disputa em São Paulo, com Guilherme Boulos. Também voltará às urnas em apoio a Edmílson Rodrigues, em Belém. Número distante das 774 prefeituras sob comando do MDB a partir de 2021, como informa o portal G1.

“Em debate sonolento, Covas e Boulos trocam farpas”

Vereadores em capitais

O Psol enfatiza o fato de ter crescido em 50% no Poder Legislativo nas capitais estaduais do país. Em 2016, o partido tinha eleito 22 vereadores nessas cidades. Neste ano, o montante foi para 33. Como a votação da vez foi realizada em 25 capitais, é como se a legenda de esquerda tivesse, na média, 1,32 vereador em cada um desses municípios. E ainda há quem classifique o Psol como partido relevante.

____________________

Oeste nas eleições 2020 (e nas redes sociais). Confira em nossa fan page e em nosso perfil no Twitter os principais destaques do primeiro turno do pleito brasileiro.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site