-Publicidade-

Novo exame de Bolsonaro dá positivo para covid-19

Presidente da República foi diagnosticado com a doença em 7 de julho e, desde então, cumpre isolamento do Palácio da Alvorada.
Presidente da República, Jair Bolsonaro |
Foto: Isac Nóbrega/PR
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Isac Nóbrega/PR

Presidente da República foi diagnosticado com a doença em 7 de julho e, desde então, cumpre isolamento do Palácio da Alvorada

Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro |
Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira, 15, que continua infectado pelo coronavírus. À CNN Brasil o presidente revelou que seu novo teste para covid-19 deu positivo.

Ele fez o exame na terça-feira, 14, pela manhã e o resultado saiu à noite. Bolsonaro disse que está bem e que não tem febre desde o dia 6 de julho.

LEIA MAIS: Bolsonaro está evoluindo bem da covid-19, diz Planalto

Segundo a emissora, sua taxa de saturação de oxigênio está em 98%. Ele contou também não estar sentindo falta de ar, nem falta de paladar.

O presidente relatou ainda que passou por exames de sangue e de coração, e que estes também apresentaram resultados normais.

Bolsonaro afirmou que continua fazendo uso da hidroxicloroquina e azitromicina.

O presidente da República foi diagnosticado com a covid-19 no dia 7 de julho e, desde então, está em isolamento no Palácio da Alvorada.Ele tem mantido a rotina de reuniões com ministros por meio de videoconferência.

Bolsonaro deve fazer ainda um terceiro exame nos próximos dias para verificar se ainda está com o coronavírus.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Que bom. Graças a Deus. Depois que o presidente passar pelo vírus vamos ver qual a outra narrativa. Pois, segundo a saúde depois de curado não transmite mais o vírus. Sendo assim, ele, o presidente nem transmite, nem corre o risco de ser infectado. E ai? como vão acusa-lo de colocar em risco em caso de chegar perto das pessoas para cumprimentar. A não ser que a OMS mude novamente. Vamos aguardar. Parabéns Oeste pelo trabalho isento.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.