-Publicidade-

Novo presidente do Banco do Nordeste defende ‘repensar’ a região

Alexandre Cabral foi indicado pelo Partido Liberal (PL). Ele tomou posse nesta terça e tem qualificação técnica na área. É servidor de carreira da estatal e foi presidente da Casa da Moeda
Banco do Nordeste/Divulgação
Banco do Nordeste/Divulgação

Alexandre Cabral foi indicado pelo Partido Liberal (PL). Ele tomou posse nesta terça e tem qualificação técnica na área. É servidor de carreira da estatal e foi presidente da Casa da Moeda

Banco do Nordeste/Divulgação

O administrador Alexandre Borges Cabral assumiu, nesta terça-feira, 2, a presidência do Banco do Nordeste. O nome dele foi aprovado pelo conselho de administração na segunda, 1º, e a posse ocorreu hoje. Em discurso, ele defendeu a necessidade de “repensar” a região como foco de oportunidades.

A posse de Cabral é fruto do reposicionamento político do governo no Congresso. O administrador é apadrinhado do Partido Liberal. Oeste apurou que ele foi indicado pelo líder do partido na Câmara, Wellington Roberto (PL-PB), e pelo deputado João Carlos Bacelar (PL-BA).

Os mais próximos dos parlamentares frisam, contudo, que Cabral preenche requisitos técnicos. “É um servidor de carreira do Banco do Nordeste, foi presidente da Casa da Moeda. Não é como se o PL tivesse indicado um apoiador qualquer. ‘Ah, encontrei na rua e quero indicar’. Não. O Cabral é um nome qualificado”, defendeu um aliado da legenda.

O novo presidente do Banco do Nordeste ressaltou os problemas da região em cobertura de saneamento básico, de tratamento de lixo, de falta de qualidade em serviços de saúde e de educação. E mostrou vontade em superar os obstáculos. “O grande desafio é repensar o Nordeste como foco de oportunidades, sobretudo acelerando o processo de desenvolvimento da região e suprindo falhas de mercado”, sustentou Cabral.

Experiência

Como servidor do Banco do Nordeste, Cabral exerceu as funções de chefe do Departamento de Desenvolvimento Industrial, superintendente de Negócios Corporativos, gerente de agência e assessor executivo da Presidência. Também foi assessor executivo no Escritório de Promoção e Atração de Investimentos e Relacionamento Institucional no Rio de Janeiro.

O administrador também presidiu a Casa da Moeda do Brasil entre 2016 e 2019, e coordenou a área de Atração de  Investimentos do Governo do Estado do Ceará, no período de 2004 a 2007. Ele é formado pela Universidade Estadual do Ceará, tem MBA pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais e curso de Avaliação Financeira e Econômica de Projetos Industriais pela Universidad de Los Andes, na Colômbia.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês