Nunes Marques estreia no STF com voto contrário à Lava Jato

Novo ministro acompanhou parecer de Gilmar Mendes
-Publicidade-
O ministro Nunes Marques, do STF | Foto: Felipe Sampaio/STF
O ministro Nunes Marques, do STF | Foto: Felipe Sampaio/STF | nunes marques - estreia no stf contra a lava jato

Novo ministro acompanhou integralmente parecer do relator Gilmar Mendes

nunes marques - estreia no stf contra a lava jato
O ministro Nunes Marques, do STF | Foto: Felipe Sampaio/STF
-Publicidade-

A primeira participação de Nunes Marques no Supremo Tribunal Federal (STF) se deu em sintonia com Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Em sessão da Segunda Turma realizada nesta terça-feira, 10, o novo ministro votou por manter a revogação da prisão de promotor que se tornou alvo da Operação Ponto Final, um dos desdobramentos da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Quem é Nunes Marques? “O futuro decano do Supremo é garantista”

Em voto proferido em menos de dois minutos, Nunes Marques se posicionou favorável à liberdade do promotor de Justiça aposentado Flávio Bonazza. Além disso, ele ajudou a Segunda Turma do STF a formar maioria para tirar o caso da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, que tem Marcelo Bretas como juiz titular, e colocá-lo como de responsabilidade da primeira instância da Justiça estadual fluminense.

Dessa forma, o mais novo integrante do Supremo seguiu integralmente o relator do caso: Gilmar Mendes. Além dos dois, Ricardo Lewandowski foi o outro a votar pela aprovação total do relatório sobre Bonazza. Cármen Lúcia, por sua vez, manifestou-se favoravelmente à revogação da prisão domiciliar, mas registrou que o tema deveria continuar sob os cuidados de Bretas (e da força-tarefa da Lava Jato).

Na votação, Edson Fachin ficou isolado. Ele foi o único a votar pelo retorno de Bonazza à prisão. O ministro também entendeu que o caso deveria ser mantido na 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro.

Vídeo

Assista, abaixo, à íntegra do voto de estreia de Nunes Marques no STF. A análise dele sobre o caso que envolve um denunciado em desdobramento da Operação Lava Jato não durou mais do que dois minutos.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

16 comments

  1. E alguem duvida que ele foi indicado para proteger a lava jato era logico o bozo indicou ele com essa finalidade e isso ai o culpaldo e o nosso presidente que cada dia que passa so fala asneira e isso vai custar caro pra ele meu voto ele nao leva mais

  2. Alguém sabe dizer se é “Contra a Lava Jato” ou “Contra à Lava Jato”?
    Parece-me que essa crase não faz sentido.
    Chama o Augusto Nunes para ajudar.

    1. Jamais fez sentido, caro Levi. Nunca caberá crase aí. Oeste não tem uma revisor para cuidar dos deslizes, que, vira-e-mexe, se cometem contra a bela Língua Portuguesa.

    2. Pois é, caro Levi de Araújo. “A crase não foi feita para humilhar ninguém”. Mas, neste caso, acabei humilhado por ela. Originalmente, ela estava sendo bem tratada, com o título “Nunes Marques estreia no STF com voto desfavorável à Lava Jato”. No entanto, na tentativa de ganhar espaço no site, alterei para “Nunes Marques estreia no STF com voto contra à Lava Jato”. Na hora da alteração, acabei me atentando somente ao “contra”/”desfavorável” (que se tornou “contrário”). Ganhei espaço, mas acabei por maltratar a nossa bela língua portuguesa. Desculpe-me pelo equívoco. E, claro, obrigado pelo olhar atento!

  3. Ao que parece, o arrependimento -agora é tarde – do presidente Bolsonaro será bem mais cedo do que o esperado!
    Bolsonaro 0 X 1 Turma do mal do stf.

  4. “Pau que nasce torto não tem jeito: morre torto”. Mais um para se juntar à turma do ESSETÊEFE contra a Lava a Jato. Ficou claro que o objetivo de Bolsonaro era exatamente esse: decretar o fim da Lava a Jato. O Brasil não deu certo. O mundo político é um antro de corrupção.

  5. Inicío afirmando que fui contra a indicação de Marques Nunes para o STF.
    De qualquer forma, no caso específico, gostaria de uma análise para entender se as provas apresentadas contra o promotor de justiça eram suficientemente fortes para justificar sua prisão domiciliar e cuidados pela força tarefa da Lava Jato.
    Isso me ajudaria a formar opinião sobre a decisão de Marques Nunes ser mais “garantista”, o que não é necessariamente ruim, ou se apesar das provas coesas e adequadas ter tomado uma decisão contra a Lava Jato.

  6. Bolsonaro está conseguindo destruir o seu capital político com manifestações diárias agressivas e belicosas que cansam até seus defensores maiores, os brasileiros de bem, que não suporta o PT e seus partidos correlatos. E agora com este ministro “centrão” se inicia um novo desgaste, responsabilidade por este indicação no mínimo questionável quanto a sua capacidade e concepção de magistratura. Triste, Bolsonaro aja como os brasileiros esperam, como Presidente da nação e deixe estes questiúnculas menores como Dória, Ciro, Lula etc. que eles mesmos acabam demonstrando seu caráter real.

  7. Infelizmente, nenhuma surpresa. Bolsonaro conseguiu escolher o que havia de pior para o STF. E pensar que teremos que conviver com esse senhor por 28 anos no STF. Não poderia haver mal maior para os brasileiros que já demonstraram nas ruas que apoiam a Lava Jato e desejam um governo que efetivamente combata a corrupção.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site