-Publicidade-

Onyx Lorenzoni volta ao Planalto e João Roma assume Cidadania

Nomeações foram publicadas em edição extra do Diário Oficial da União
Onyx Lorenzoni e Jair Bolsonaro
Onyx Lorenzoni e Jair Bolsonaro | Foto: Carolina Antunes/PR

O presidente Jair Bolsonaro oficializou nesta sexta-feira, 12, que o ministro Onyx Lorenzoni deixa o Ministério da Cidadania para comandar a Secretaria-Geral da Presidência da República. Lorenzoni agora volta a despachar do Palácio do Planalto.

Para a Cidadania, o presidente nomeou o deputado federal João Roma (Republicanos-BA). Ele está no primeiro mandato como deputado federal e é ligado ao ex-prefeito de Salvador ACM Neto, de quem foi chefe de gabinete.

Leia mais: “Guedes, Lira e Pacheco defendem auxílio com responsabilidade fiscal”

João Roma
João Roma, novo ministro da Cidadania | Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O comando da Secretaria-Geral estava vago desde o fim de dezembro quando o então titular Jorge Oliveira deixou o governo para assumir uma cadeira de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU).

Onyx Lorenzoni é deputado federal licenciado e no governo Bolsonaro também já foi ministro da Casa Civil. As nomeações foram publicadas em edição extra do Diário Oficial da União.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Acho prudente relatar que ele- o novo Ministro da Cidadania- era até então ligado ao ex-prefeito de Salvador ACM Neto, pois pelo que se viu ontem na mídia o ACM Neto não foi consultado e também não teria aprovado a indicação.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês