Pacheco afirma que o Senado ‘não se resume a uma indicação ao STF’

Ele disse ainda que a Casa tem uma produtividade 'digna de nota'
-Publicidade-
Presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou que a Casa apresenta uma produtividade “digna de nota”, não se resumindo à análise de indicados ao Supremo Tribunal Federal.

A declaração foi dada durante a sessão desta quarta-feira, 17, depois que ele foi cobrado por diversos senadores para que a sabatina de André Mendonça seja realizada.

-Publicidade-

O ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao Supremo em julho, mas de lá para cá o presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), está travando a sabatina.

“Nós temos uma grande responsabilidade materializada em diversos projetos aprovados, numa produtividade, confesso, digna de nota e que acho que todos nós devíamos enaltecer. Obviamente que há pontos negativos, nós devemos superá-los, mas os pontos positivos devem ser destacados, porque o Senado não se resume a uma indicação ao Supremo Tribunal Federal”, disse Pacheco.

O presidente do Senado continuou: “Esse é o nosso dever e nós iremos cumpri-lo, no esforço concentrado do dia 30 de novembro, 1º e 2 de dezembro. Mas há uma pauta muito mais ampla, muito mais relevante e de muito futuro para conseguirmos superar as nossas crises, as nossas dificuldades”.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.