-Publicidade-

PT lamenta decisão favorável a Deltan Dallagnol

Presidente e ex-presidente do partido reclamam de desfecho de representação contra procurador da Lava Jato
Foto: Divulgação/Canva
Foto: Divulgação/Canva | pt - deltan - lamentação - calote

Presidente e ex-presidente do PT reclamam do desfecho de representação contra procurador da Lava Jato

pt - deltan - lamentação
Enquanto CNMP toma decisão contra Lula, integrantes do PT lamentam | Foto: CANVA

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu hoje arquivar a representação movida pelo ex-presidente Lula contra o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, conforme registrou Oeste. Com o parecer desfavorável ao petista, dois integrantes do comando do partido lamentaram o desfecho do caso.

Leia mais: “Como são escolhidos os ‘enrolados’ ministros do TCU”

A presidente nacional do PT e deputada federal pelo Paraná, Gleisi Hoffmann, definiu a situação como “impunidade”. Dessa forma, ela demonstrou o desejo de que o procurador fosse punido por ter apresentado, em setembro de 2016, PowerPoint em que indicava o ex-presidente da República como chefe de esquemas de corrupção — como o Mensalão e o Petrolão.

“O CNMP tornou-se responsável pela impunidade dos crimes cometidos na coletiva do PowerPoint. Nenhum conselheiro ousou defender Dallagnol, mas os quatro anos e 42 adiamentos o salvaram no tapetão da prescrição, que ele condenava de maneira hipócrita. Dia de vergonha para o MP”, reclamou a dirigente petista em postagem publicada no Twitter diretamente de seu iPhone.

Antecessor de Gleisi no posto de presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão se posicionou no mesmo sentido. Aproveitou ainda para criticar o atual mandatário do país. “Duas vergonhas de hoje: Bolsonaro veta lei de apoio à agricultura familiar e o CNMP arquiva o processo contra Dallagnol, o parcial procurador do PowerPoint e outras ilegalidades”, afirmou Falcão, que é deputado federal por São Paulo.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês